AO VIVO Últimas Notícias
15/09/2023 15h16 | Atualizado em 15/09/2023 15h16

Dupla de traficantes que controla facção em Valéria é alvo principal de operação

Ao todo, cerca de 5 pessoas morreram durante a operação deflagrada nesta sexta, no bairro da Valéria, entre elas, quatro suspeitos e um policial federal

Dupla de traficantes que controla facção em Valéria é alvo principal de operação Foto: Divulgação/SSP
Mateus Xavier

Dois traficantes, conhecidos das forças policiais da Bahia, de vulgos “JP” e “Pablo Escobar”, são os alvos principais da megaoperação que está ocorrendo no bairro de Valéria, em Salvador, nesta sexta-feira (15/9). Alan Santos Fonseca e Pablo Ricardo de Assis, nomes verdadeiros da dupla, são líderes da facção criminosa que controla o tráfico de drogas na região.

Fontes ligadas à segurança pública, ouvidas pelo Aratu On, confirmam que “Pablo Escobar” seria o atual “o1”, ou seja, o principal representante do grupo que atua na área. Enquanto isso, “JP, é o articulador da quadrilha, mantendo comunicação com outros líderes da facção, não só na capital, como no resto da Bahia.

Os dois teriam contato direto com o fundador da organização criminosa, o traficante  Adilson Souza Lima, mais conhecido como “Rocerinho”. Ele está preso no Complexo Penitenciário da Mata Escura. “JP”, especialmente, é um dos homens de confiança mais próximos de Adilson e, apesar de Pablo ser considerado o líder dentro da localidade, seu colega também mantém forte poder de decisão.

Informações conseguidas com fontes do Aratu On apontam que Escobar seria procurado há cerca de quatro anos pelas forças de segurança.

LEIA MAIS: Liderança da Katiara, “Pablo Escobar” da Bahia é inserido na lista de mais procurados do estado

page 1694782355

MORTE DE AGENTE FEDERAL 

Cinco pessoas morreram durante a operação deflagrada nesta sexta, entre elas, quatro suspeitos e um Polícia Federal, identificado como Lucas Caribé. As mortes ocorreram em trocas de tiros, segundo a SSP, entre o bairro alvo da operação e o Rio Sena.

Em coletiva, na qual foi apresentado o resultado parcial da operação, a delegada-geral da polícia civil, Heloísa Brito, aproveitou o momento para enviar condolências à família do policial. Em declaração, a investigadora repudiou as facções e alertou sobre seu espaço no estado. “A Bahia não é um local para a criminalidade. Aqui, eles não vão se estabelecer”, disse, em entrevista ao programa QVP, da TV Aratu.

No balanço da operação, dois fuzis calibre 5,56, duas pistolas, carregadores, munições, rádios comunicadores e roupas camufladas foram apreendidos. Ficaram feridos o policial civil Vockton Carvalho e a policial federal Hosannah Carneiro. Ambos foram encaminhados para o Hospital Geral do Estado.

TENSÃO NO SUBÚRBIO FERRÓVIARIO

O policiamento segue reforçado também na região do Subúrbio Ferroviário de Salvador, por conta do conflito entre grupos criminosos rivais. Assim como aconteceu no Alto das Pombas e Calabar, na semana passada, a disputa é pelo controle do tráfico de drogas.

Segundo as autoridades da PM, ouvidas pela reportagem, ainda não ocorreram prisões ou apreensões, mas as forças de policiamento seguem nos bairros .

WhatsApp Image 2023 09 15 at 13.20.05

LEIA MAIS: Secretário de Segurança promete rigor após morte de PF em Valéria; ‘todas as ações necessárias’

LEIA MAIS: Delegada-geral da Polícia Civil fala sobre guerra de facções: ‘A Bahia não é lugar para a criminalidade’

LEIA MAIS: Jerônimo comenta ações da polícia após mortes em Salvador: ‘Queremos prisões, não corpos’

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Siga a gente no InstaFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!