AO VIVO Últimas Notícias
07/12/2023 17h10 | Atualizado em 07/12/2023 17h49

Governo publica resultado de licitação para contratação de câmeras corporais

Empresa vencedora passou por prova de conceito e foi aprovada para fornecimento de tecnologia

Governo publica resultado de licitação para contratação de câmeras corporais
Da Redação

O resultado da licitação para contratação das bodyscams foi publicado no Diário Oficial do Estado, na quarta-feira (6/12). Após passar por análise de documentação e prova de conceito, a empresa Advanta Sistema de Telecomunicações e Serviços de Informática foi a vencedora.

O saque das câmeras na Ata de registro de preço gerada a partir da licitação passará por análise das Secretarias de Administração (Saeb) e da Fazenda (Sefaz).

Segundo o major Jurandilson Nascimento, diretor de Videomonitoramento da Superintendência de Gestão Tecnológica e Organizacional (SGTO) da SSP, após a formalização e assinatura do contrato, a empresa terá 60 dias para fornecer as primeiras 1.100 câmeras, totalizando 3.300 em um ano.

Mais de R$ 23 milhões serão investidos no equipamento, que deverá captar, transmitir, armazenar, gerir, além de realizar a custódia de evidências digitais obtidas nas atividades e diligências.

HISTÓRICO DO PROCESSO

Com a escolha pela Advanta, o processo de escolha para a empresa que vai fornecer a tecnologia para o sistema de monitoramento corporal é finalizado após diversas tentativas. Vale lembrar que outras quatro empresas, que estavam melhores rankeadas no certame estadual, foram avaliadas e desclassificadas anteriormente.

A Motorola, a L8 Group e a Teltex foram desclassificadas após não cumprirem os pré-requisitos básicos para a execução do serviço. Quanto à Motorola, primeira colocada na licitação, conforme explicado pelo governador, não houve comprovação de atuação no Brasil, apesar da documentação internacional estar consolidada.

LEIA MAIS: Em recuperação judicial, empresa pode instalar câmeras em uniformes de PMs; processo é legal, dizem especialistas

A SSP-BA oficializou a desclassificação da L8, segunda colocada no pregão, em março, embora o processo tenha sido formalizado no painel de licitações no dia 28 de agosto. A SSP-BA alegou que houve inconsistências nas imagens geradas pelos equipamentos da empresa.

A terceira qualificada no processo, a Teltex, realizou testes no começo de outubro. Durante dois dias ocorreram testagens internas e externas para garantir que a ferramenta tivesse todas as características previstas no edital e cumprisse as especificações tecnológicas, mas não foi aprovada e acabou descartada. Por sua vez, a quarta colocada foi rejeitada após não apresentar a documentação exigida.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Siga a gente no InstaFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!