AO VIVO Últimas Notícias
11/10/2023 16h12 | Atualizado em 11/10/2023 16h03

Famosos LGBTQIAPN+ se manifestam contra projeto que proíbe casamento homoafetivo no Brasil

Gil do Vigor, Bruna Gonçalves e Maria Gadú se posicionaram nas redes sociais; proposta precisa passar por pelo menos duas comissões antes da votação do plenário

Famosos LGBTQIAPN+ se manifestam contra projeto que proíbe casamento homoafetivo no Brasil Foto: Montagem / Instagram
Ananda Costa

A Comissão de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família da Câmara dos Deputados aprovou o projeto que proíbe o casamento homoafetivo no Brasil na última terça-feira (10/10). Após o anúncio, famosos como o economista e ex-BBB Gil do Vigor, a cantora Maria Gadú e a dançarina Brunna Gonçalves comentaram o  projeto de lei. Gil chamou a proposta de “incontitucional”.

“Hoje, durante a Comissão da Câmara, fomos mais uma vez alvo de ataques. O projeto de lei inconstitucional que visa proibir o casamento homoafetivo avançou nesta comissão. Fomos associados a palavras como ‘doença’ e nossa estrutura familiar foi deslegitimada, com alegações como ‘crianças criadas por casais homossexuais são privadas do valor pedagógico e socializador da complementaridade natural dos sexos na família’. Novamente, fomos alvos de ataques e nossas lutas foram minimizadas. No entanto, isso não é o fim. Vamos lutar com toda a nossa força contra essa atrocidade. Ninguém nos impedirá de amar!” , contou o economista

A cantora Maria Gadú também se manifestou contra o projeto e chamou os deputados federais que votaram a favor da proposta de “machos escrotos”.

maria gadu

Reprodução/ Redes sociais

“Cuidem da vida de vocês. Cuidem das famílias de vocês. Bando de machos escrotos querendo ditar sobre vidas. Sempre. Abandonam suas filhas e filhos e ainda tem a pachorra de se acharem no direito de decidir sobre o amor alheio. Não passarão. Vamos nos casar, vamos criar e amar nossas crianças e vocês vão ser sempre os imbecis que inventaram o pecado. Nós dizemos sim ao casamento, sim à maternidade, sim ao amor” disse a cantora em publicação nas redes sociais.

A dançarina e ex-BBB Brunna Gonçalves protestou contra a aprovação do projeto informando que é inadmissível a Câmara dos Deputados se preocupar com essa questão enquanto o Brasil sofre com tantos outros problemas. Brunna é casada desde 2019 com a cantora e compositora Ludmilla.

ludmilla

Reprodução/ Redes sociais

“É inadmissível que depois de tantos problemas que o país sofreu nos últimos anos, este seja o maior incômodo para tantas mentes, que eu digo que são mentes ignorantes, atrasadas, cheias de desconhecimento e incompreensão, que ainda usam religião para esconderem seus preconceitos e falas abomináveis. Mais um dia em que a nossa comunidade sofre, e que sofre muito. A verdade é que a preocupação não está sendo com o nosso país e sim com a felicidade alheia”.

Antes de chegar ao plenário, o projeto ainda precisa ser votado por outras comissões, como a Comissão de Direitos Humanos , presidida por Luizianne Lins (PT-CE), e a Comissão de Constituição e Justiça, comandada por Rui Falcão (PT-SP), para, por fim, ser votada no plenário e, se aprovada, ir para sanção da presidência da República.

LEIA MAIS: 2º Circuito Turístico LGBTQIA+ acontece neste final de semana no Santo Antônio Além do Carmo

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Siga a gente no InstaFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!