AO VIVO Últimas Notícias
06/10/2021 17h21 | Atualizado em 06/10/2021 17h51

Mandetta fala sobre possível candidatura a presidência e alfineta Bolsonaro: “esse homem deve sonhar comigo”

O ex-ministro falou sobre a importância do União Brasil, fusão do DEM e PSL, e sobre outros nomes citados para possíveis candidaturas á presidência.

Mandetta fala sobre possível candidatura a presidência e alfineta Bolsonaro: Foto: Agência Brasil
Da Redação

O ex-ministro Luiz Henrique Mandetta falou sobre a importância da fusão dos partidos DEM e PSL, com a criação da União Brasil, em entrevista ao Linha de Frente, do Aratu ON. A deliberação ocorreu nesta quarta-feira (6/10), em Brasília.

"É importante para o Brasil, para a democracia. A tendência é nós diminuirmos o número de partidos, antigamente tinham coligações e inúmeros partidos, agora serão chapas únicas. O eleitor vai ter muito mais oportunidade de acompanhar a posição partidária, eu acho que isso é uma tendência, virão outras fusões e o DEM e o PSL dão esse primeiro passo", disse Mandetta.

O presidente do DEM, ACM Neto, declarou que é muito importante para o União Brasil ter um candidato próprio á presidência. Questionado, Mandetta falou se o seu nome seria uma opção para candidatura. "O partido nasce recheado de bons quadros. Nós temos no mínimo o Datena, o Rodrigo Pacheco, tem o meu nome, o Caiado e o ACM Neto que são sempre lembrados em tudo que diz respeito ao Brasil. Nós temos um histórico de boas administrações, bons quadros políticos e serviços prestados à sociedade", enfatizou o entrevistado.

O ex-ministro também falou as ironias feitas pelo presidente Jair Bolsonaro sobre as recomendações de isolamento social na pandemia do novo coronavírus, receitadas por Mandetta quando ainda era ministro da saúde. "Todo mundo que não luta pela vida, pela ciência, vira sócio da morte. Eu imagino que esse homem [Bolsonaro] deve ter pesadelo, sonhar comigo falando com ele. Ele deve ter um peso de consciência e um travesseiro espinhoso. Entre vida e morte, ele optou pela morte então deve estar cheio de fantasmas", cravou.

Sobre o avanço da vacinação, o político diz estar "otimista"."Nós vamos vacinar mais, vamos completar as duas doses, reforçar os idosos e diminuir a circulação do vírus. Está todo mundo querendo dar um passo antes e isso é ciência. Eu sou um otimista, novas substâncias para tratamento, testagens e melhoria no tratamento hospitalar e uma série de coisas que está acontecendo que devem finalmente pacificar essa questão dessa doença tão grave", acrescentou Mandetta.

LEIA MAIS: União Brasil deve ter Pacheco, Mandetta ou Datena como candidatos à Presidência e não "fará esforço para manter Bolsonaristas"

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.

 

 

Fonte: Pablo Reis, de Brasília