AO VIVO Últimas Notícias
06/05/2023 11h05 | Atualizado em 06/05/2023 11h07

Rodoviários que aderirem à paralisação deste domingo terão o dia de trabalho descontado, diz Integra

Nesta sexta-feira (5), o Sindicato dos Rodoviários anunciou que as atividades do sistema de transporte convencional urbano e do BRT serão paralisadas

Rodoviários que aderirem à paralisação deste domingo terão o dia de trabalho descontado, diz Integra Foto: Divulgação
Da Redação

Os trabalhadores que aderirem à paralisação proposta pelo Sindicato dos Rodoviários neste domingo (7/5) vão ter o dia de trabalho descontado, com repercussão no descanso semanal remunerado (DSR), 13º salário e férias. As informações são de Jorge Castro, representante da Integra Salvador.

Nesta sexta-feira (5), o Sindicato dos Rodoviários anunciou que as atividades do sistema de transporte convencional urbano e do BRT serão paralisadas. Segundo o sindicato, a decisão veio após a realização de diversas reuniões com os empresários do setor, que não chegaram a um acordo com os trabalhadores. Segundo comunicado divulgado à imprensa, o objetivo da paralisação é “chamar atenção da sociedade soteropolitana para os mais de 35 dias de negociações com os empresários do setor, que insistem em negar todos os itens da pauta de reivindicações elaboradas pelos trabalhadores”.

Na quinta-feira (4), também por falta de acordo, os ônibus só começaram a sair de algumas garagens de Salvador depois das 8h da manhã.

Amarelinhos

Para garantir o atendimento de transporte aos usuários durante a paralisação dos rodoviários, prevista para este domingo (7/5), a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) preparou um plano de contingência emergencial para minimizar os impactos da suspensão do serviço. Os veículos “amarelinhos”, do Sistema de Transporte Especial Complementar (Stec), serão realocados em linhas especiais para dar atendimento aos usuários durante a paralisação.

O plano foi definido levando em consideração a possibilidade de integração com o metrô e o BRT. Ao todo, 215 amarelinhos serão utilizados na operação.

Os veículos sairão das estações com destino às regiões onde já há atendimento. Entre os corredores atendidos estão as avenidas Octávio Mangabeira (orla), Luís Viana (Paralela), Antônio Carlos Magalhães, Lafayette Coutinho (Contorno), Afrânio Peixoto (Suburbana) e Heitor Dias; ruas Cônego Pereira, Silveira Martins e Via Regional, entre outros. Bases operacionais também serão instaladas no final de linha da Ribeira, para dar atendimento à região da Cidade Baixa, e na Base Naval, para dar atendimento à região da Avenida Suburbana.

Os rodoviários estão em campanha salarial e têm buscado entendimento junto aos empresários, porém, nenhum acordo foi aceito até o momento. De acordo com comunicado divulgado à imprensa, o objetivo da paralisação é “chamar atenção da sociedade soteropolitana para os mais de 35 dias de negociações com os empresários do setor, que insistem em negar todos os itens da pauta de reivindicações elaboradas pelos trabalhadores”.

LEIA MAIS: Nem buzu, nem BRT: rodoviários suspendem atividades no domingo

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos siga no InstagramFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!