AO VIVO Últimas Notícias
18/04/2023 15h16 | Atualizado em 18/04/2023 15h16

Profissionais da Segurança Pública reivindicam valorização e reajuste salarial

Conforme pesquisa do Ipec de 2023, 38% dos baianos apontam a Segurança Pública como principal problema a ser enfrentado no estado

Profissionais da Segurança Pública reivindicam valorização e reajuste salarial Foto: João Brandão/Aratu On
João Brandão

Representantes de entidades ligadas à Segurança Pública protestaram em frente à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), nesta terça-feira (18/4). Entre as reivindicações, eles pedem por mais candidatos habilitados no concurso da Polícia Civil de 2022, assim como uma readequação salarial.

O movimento,que contou com a presença do deputado estadual Diego Castro (PL), foi organizado pela União dos Profissionais da Segurança Pública (Uniproseg), que representa diversas dessas entidades, como o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindipoc) e o Sindicato dos Delegados de Polícia (Adpeb). Conforme a Uniproseg, ao longo dos últimos 16 anos, as categorias vinculadas à segurança pública acumulam perdas salariais de cerca de 50%.

Além dos referidos sindicatos, a Uniproseg representa também o Sindicato dos Peritos Médicos e Odontos Legais da Bahia (Sindmoba); o Sindicato dos Escrivães de Polícia (Aepeb-Sindicato); o Sindicato dos Peritos Criminais (Asbac); a Força Invicta, Associação de Praças da Polícia e Bombeiro Militar (APPMA); a Associação dos Investigadores de Polícia (Assipoc); o Sindicato dos Peritos Papiloscopistas (Sindpep); a Associação Baiana de Peritos (Abape); a Associação Beneficente dos Sargentos, Subtenentes, e Oficiais da Polícia Militar da Bahia ( ABSSO); e a Associação Baiana de Peritos (Abape).

Conforme pesquisa do Ipec de 2023, 38% dos baianos apontam a Segurança Pública como principal problema a ser enfrentado no estado baiano. Segundo levantamento do Monitor da Violência, em 2022, a Bahia, pelo quarto ano seguido, foi o estado que mais registrou mortes violentas em todo o Brasil.

LEIA MAIS: “Não vamos transformar escolas em prisões”, diz Lula sobre violência

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Siga a gente no InstaFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!