AO VIVO Últimas Notícias
24/03/2023 11h47 | Atualizado em 24/03/2023 11h58

Após estudos, governo desiste de conceder estádio de Pituaçu à iniciativa privada

O processo de análise para concessão de Pituaçu à iniciativa privada se deu a partir de diagnósticos iniciais que apontavam geração excessiva de custos do estádio ao Governo

Após estudos, governo desiste de conceder estádio de Pituaçu à iniciativa privada Foto: Carol Garcia/GOVBA
Matheus Caldas

Após iniciar, em 2019, estudos para avaliar a concessão do estádio de Pituaçu à iniciativa privada, o Governo da Bahia decidiu que não irá conceder, pelo menos por ora, o estádio de Pituaçu à iniciativa privada.

Segundo o secretário de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia (Setre), Davidson Magalhães, a gestão estadual diagnosticou que, para os times de futebol das duas divisões do Campeonato Baiano, o formato é mais interessante.

“Ali já é uma estrutura, uma arena multiuso. Nós temos dificuldade principalmente com o futebol baiano na segunda divisão e mesmo na primeira divisão. Vários clubes não têm onde jogar, então, até esse momento, é necessário ter um estádio público que possa possibilitar esse essa utilização por parte do futebol baiano, especialmente o pessoal da segunda divisão, e também da primeira divisão que atuam aqui na região metropolitana”, afirmou Magalhães, na última quinta-feira (23/3), em entrevista exclusiva concedida ao Aratu On.

O processo de análise para concessão de Pituaçu à iniciativa privada se deu a partir de diagnósticos iniciais que apontavam geração excessiva de custos do local, cuja quantidade de partidas de apelo diminuiu após a inauguração da Arena Fonte Nova, em 2013.

Pituaçu é o estádio menos utilizado em Salvador, uma vez que a Fonte é utilizada pelo Bahia e o Barradão, pelo Vitória. Geralmente, o equipamento é utilizado por esportes amadores, clubes que disputam a Série B do Baianão, ou quando a Fonte Nova é alocada para outros eventos.

O estádio foi completamente reformado durante a gestão do ex-governador Jaques Wagner (PT). Na época, o então diretor da Sudesb, deputado estadual Bobô (PCdoB), captou R$ 22 milhões para a obra. O estádio teve sua capacidade aumentada de 16 mil para 34 mil lugares.

A reforma foi realizada após o desmoronamento da antiga Fonte Nova, em 2007. Após a entrega, o Bahia passou a realizar o mando de campo no Pituaçu, até construção da Arena, em 2013.

Neste ano, a praça esportiva recebeu três partidas: duas com mando do Bahai e outra do Doce Mel.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos siga no InstaFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!