Saúde há 16 dias. Fonte: Da redação

Vírus circula com intensidade e pandemia pode continuar em níveis críticos em abril, alerta Fiocruz

Creditos da foto:Marcello Casal Jr / Agência Brasil
Vírus circula com intensidade e pandemia pode continuar em níveis críticos em abril, alerta Fiocruz

O Observatório Covid-19, grupo de especialistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou um boletim nesta terça-feira (6/4) alertando que a pandemia pode permanecer em níveis críticos ao longo do mês de abril, prolongando a crise sanitária e colapso nos serviços e sistemas de saúde nos estados e capitais brasileiras.

De acordo com os pesquisadores, o vírus continua circulando de forma intensa no território nacional, com aceleração da transmissão. A taxa de letalidade, que estava por volta de 2% no final de 2020, chegou a 4,2%. A explicação do grupo para a alta é a falta de capacidade do serviço hospitalar de diagnosticar a tempo e de forma correta os casos graves, aliada à baixa capacidade de atendimento.

LOCKDOWN

Ante tal cenário, os responsáveis pelo estudo afirmam que, no momento, é fundamental adotar ou dar continuidade a medidas de contenção das taxas de transmissão e crescimento de casos por meio de bloqueio ou lockdown (confinamento), seguidas de medidas de mitigação, visando a reduzir a velocidade da propagação da covid-19.

Segundo os pesquisadores, as medidas de restrição de atividades não essenciais precisam ser mais rigorosas para todos os estados, capitais e regiões que apresentem taxa de ocupação de leitos superior a 85% e tendência de elevação no número de casos e de mortes.

Para que as ações tenham sucesso, as medidas de bloqueio devem durar pelo menos 14 dias e, em alguns casos, ser prorrogadas por mais tempo, afirmam os estudiosos, que destacam também a necessidade de convergência entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, bem como nos diferentes níveis de governo (municipais, estaduais e federal), em favor das medidas de bloqueio.

“Coerência e convergência são fundamentais neste momento de crise para que as medidas de bloqueio sejam efetivamente adotadas de forma a sair do estado de colapso de saúde e progredir para uma etapa de medidas de mitigação da pandemia, diminuindo o número de mortes, casos e taxas de transmissão e efetivamente salvando vidas”, ressaltam os responsáveis pelo boletim.

MEDIDAS 

As medidas de bloqueio propostas incluem proibição de eventos presenciais, como shows, congressos, atividades religiosas, esportivas e correlatas em todo território nacional; suspensão das atividades presenciais em todos os níveis de ensino; toque de recolher nacional a partir das 20h e terminando às 6h, inclusive nos fins de semana; fechamento de praias e bares; adoção de trabalho remoto, sempre que possível, nos setores público e privado.

Outras sugestões são instituir barreiras sanitárias nacionais e internacionais, considerados o fechamento dos aeroportos e do transporte interestadual; ações para reduzir a superlotação nos transportes coletivos urbanos; ampliar a testagem e o acompanhamento dos pacientes testados, com isolamento dos casos suspeitos e monitoramento dos contatos. Os pesquisadores recomendam ainda o fortalecimento da rede de serviços de saúde e a aceleração da imunização da população.

LEIA MAIS: OMS diz que ajudará Brasil a frear pandemia após encontro com ministro da saúde; "realmente terrível"

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.

logo_aratuonline

Não é um portal! É a vida ao vivo, em tempo real! O Aratu On é uma plataforma focada na produção de conteúdo audiovisual, que fala da Bahia e dos baianos para o Brasil e para o mundo. Aqui, a notícia é no tempo presente.

Fotos do Instagram

O deputado estadual @deputadoangeloalmeida (PSB) estará no Linha de Frente nesta sexta-feira (23/4), conversando com o jornalista @opabloreis, do Grupo Aratu. Participe com a gente através das nossas redes sociais.Vocês concordam que 'viver e sobreviver está sendo um enorme desafio para todos durante a pandemia', e que para quem é pai ou mãe, a situação pode ser ainda mais delicada? "A questão é: como auxiliar ou prestar apoio sem invadir o espaço do outro?"

Esse é o tema da estreia de Otávio Leal (@paivemca) no Colunistas On. Pai de Maria Flor, advogado e consultor parental, ele estará com a gente toda semana, falando sobre paternidade e relações familiares.

Para ler o artigo completo, acesse www.aratuon.com.br/colunistasonA cantora Anitta compartilhou, nesta quarta-feira (21/4), uma postagem nas redes sociais em que pede a saída de Ricardo Salles do Ministério do Meio Ambiente pelo seu “desserviço” no comando da pasta e criticou a atual gestão ambiental do Governo Federal. A situação, porém, gerou uma grande confusão. 

Tudo começou quando a artista usou o seu perfil no Twitter para defender a tag #ForaSalles, movimento que teve a adesão de outras personalidades. Salles então, respondeu à publicação, chamando a cantora de “Teletubbie”. 

“Fica na sua ai, ô Teletubbie", comentou, fazendo referência ao programa infantil criado em 1997.

A artista retrucou. "Além de imaturo, é burro. Melhor sair do ministério", disse. Em outro comentário, Anitta questionou a maturidade de Salles. "Quantos anos você tem? 12?", criticou. O ministro questionou se a cantora sabe quais são as capitais do Brasil ou para falar “pelo menos os nomes dos seis biomas brasileiros” para “começar a conversar”.

A cantora respondeu ao ministro novamente, pediu desculpa pela demora nas respostas e disse que não consegue respondê-lo em cinco minutos, como ele faz, “porque trabalha”. “Tava dando umas entrevistas em inglês, espanhol, em francês… você fala francês? Liga para a presidente da França? Ouvi dizer que ele ama vocês”, finalizou.

Depois da discussão, Anitta lançou uma enquete em sua rede social sobre a função do ministro do Meio Ambiente. As opções foram “defende a natureza” ou “fica de trelelê no Twitter”.

Além de Anitta, o movimento pedindo a saída de Salles da pasta responsável por conduzir a política ambiental teve adesões no Twitter de políticos da oposição e celebridades, entre nomes como a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, o compositor e ex-ministro da Cultura Gilberto Gil e a ativista defensora dos animais Luisa Mell.O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, usou as redes sociais na manhã desta quinta-feira (22/4) para anunciar a previsão de chegada de um novo lote com 222,5 mil doses da vacina contra a Covid-19. Os imunizantes são da CoronaVac (Butantan) e AstraZeneca (Oxford).

De acordo com o titular da pasta, 180,5 mil doses serão da Oxford/AstraZeneca e 42 mil da CoronaVac. A estimativa é que os imunizantes desembarquem em Salvador no final da tarde desta quinta. "Tem vacina chegando, gente! próxima pauta de entregas: 42 mil doses da Butantan; 180.500 doses da AstraZeneca", disse VIlas-Boas.

Salvador inicia a vacinação de mais dois públicos prioritários: pessoas com Síndrome de Down e psicólogos autônomos.

A primeira dose do imunizante também continua a ser aplicada em trabalhadores da Educação Infantil, nutricionistas autônomos, idosos de 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde e profissionais autônomos, doulas, pacientes em hemodiálise e agentes de segurança pública.

CONFIRA A MATÉRIA COMPLETA EM www.aratuon.com.br
Ver Mais