AO VIVO Últimas Notícias
14/06/2024 15h50 | Atualizado em 14/06/2024 15h50

Manifestação contra ‘PL do Aborto’ será realizada na Estação da Lapa, em Salvador, nesta sexta (14)

Mulheres de diversos movimentos políticos e estudantis se reunirão em ato contra o PL 1904 nesta sexta-feira (14)

Manifestação contra 'PL do Aborto' será realizada na Estação da Lapa, em Salvador, nesta sexta (14) Foto:

Crédito: reprodução/ redes sociais

Laís Machado

Uma ação contra o PL 1904/2024, que visa equiparar o aborto feito após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio, será realizada na Estação da Lapa, nesta sexta-feira (14/6), em Salvador, às 17h30. Movimentos políticos, estudantis e organizacionais devem participar da manifestação.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por DCE UCSal Nilda Cunha (@dceucsalnildacunha)


Uma votação da Câmara dos Deputados na quarta-feira (12/6) definiu que o projeto de lei que visa equiparar o aborto feito após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio será votado como medida de urgência.

Na legislação atual, o aborto é permitido em casos de gravidez de risco, se o feto tiver anencefalia ou quando a gestação é fruto de estupro.

O projeto em discussão visa que a pena prevista para a mulher que infringir a regra deverá ser aplicada conforme a do crime de homicídio simples: de seis a 20 anos de prisão. Atualmente, o Código Penal prevê uma pena de, no máximo, 12 anos para estupradores.

Celebridades, pessoas públicas e políticos têm se manifestado contra o PL proposto pela bancada evangélica.

Em 2023, mais de 12 mil meninas entre oito e 14 anos foram mães no Brasil. De acordo com a legislação brasileira, qualquer prática sexual com crianças de até 14 anos é considerada estupro.

LEIA MAIS: Deputado baiano apoia projeto que prevê pena maior para aborto que para estupro; saiba quem

Projeto que prevê pena mais forte para quem faz aborto, do que para estupradores, reacende polêmica

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Siga a gente no InstaFacebook e Twitter.  Envie denúncia ou sugestão de pauta para (71) 99940 – 7440 (WhatsApp).