AO VIVO Últimas Notícias
06/01/2022 11h42 | Atualizado em 06/01/2022 13h43

Em fala machista, apresentador e ex-vereador no RN chama Ivete de “vagabunda” após polêmica com Bolsonaro

Durante discurso inflamado em defesa do chefe de Estado no programa O Povo no Rádio, na 96 FM, ele sugeriu que Ivete é “feia” e “decadente”

Em fala machista, apresentador e ex-vereador no RN chama Ivete de “vagabunda” após polêmica com Bolsonaro Foto: divulgação
Matheus Caldas

O apresentador e ex-vereador em Natal, no Rio Grande do Norte, Luiz Almir (PSDB), atacou com falas machistas e misóginas a cantora Ivete Sangalo, que entrou em polêmica com os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Durante discurso inflamado em defesa do chefe de Estado no programa "O Povo no Rádio", na 96 FM, ele sugeriu que Ivete é “feia” e “decadente” – embora, há cerca de um ano, tenha vencido a categoria “melhor cantora” no Prêmio Multishow 2020 e teve a melhor performance na mesma premiação, em 2021, além de ter levado a última edição do Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa.

“Ninguém tem o direito de cantar, juntar o povo que paga para ver show de uma mulher que já está em decadência, velha, feia, frouxa, e a vagabunda fica mandando a maior autoridade do país tomar no c*, em pleno microfone, num hotel cinco estrelas”, vociferou. “Fica aí o meu protesto dessa cantorazinha de quinta categoria. Fique na Bahia”. 

VEJA O VÍDEO

Além do programa de rádio, Almir é apresentador do programa Nordeste Urgente, na TV Band Natal. 

Na última quarta-feira (5/1), ao sair do hospital em que estava internado por conta de uma obstrução no intestino, Bolsonaro atacou Ivete e sugeriu que a cantora estava “chateada” por não utilizar a “teta gorda” da Lei RouanetContudo, a reportagem do Aratu On verificou que trata-se de uma fake news disparada pelo presidente, uma vez que a artista nunca teve projetos apoiados pelo mecanismo de apoio à cultura. 

A fala incomodada de Bolsonaro se deu após a cantora provoca-lo, num show realizado na semana passada, em Natal, no Rio Grande do Norte. Na última quarta-feira (29/12), o público gritou "ei, Bolsonaro, vai tomar no c*!". Ela provocou. "não ouvi… 'tá' baixinho". Depois, emendou: "[Ele] vai acabar escutando, de tão alto que foi".

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

‌Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.

Fonte: Matheus Caldas