O humorista carioca Marcelo Adnet, 38 anos, fez uma revelação bombástica em entrevista via Skype à VEJA, na noite desta última quinta-feira (9/4). No bate papo, o humorista disse ter sido abusado sexualmente duas vezes, aos 7 e aos 11 anos.

"Na primeira, nem sabia o que era sexo. O caseiro do lugar onde eu passava as férias começou a se aproximar de mim e pedir favores. Ele me chantageava dizendo que, se contasse algo a qualquer pessoa, meu cachorro morreria. Eu era muito ingênuo. Um dia, quando só estávamos eu e ele em casa, foi para cima de mim. Senti uma dor imensa, mas durou pouco porque meus parentes, que tinham ido ao mercado, voltaram para buscar a carteira. Mais tarde, o pesadelo se repetiu com um amigo mais velho da família. Ele não chegou a consumar o ato, como o caseiro, mas me beijou e passou a mão no meu corpo. Foram dois episódios difíceis".

Questionado pelo fato de não ter falado sobre o assunto publicamente, Adnet foi enfático. "Para se ter uma ideia, só depois da morte desse conhecido da casa, há cerca de dez anos, consegui contar à minha família. Hoje, já falo de maneira natural, porque entendi, após anos de análise, que o constrangimento não é meu, e sim, de quem me abusou. O que fica disso é o susto, o trauma, a desconfiança."

LEIA MAIS: Ivete Sangalo mostra 'visita' de cobra durante quarentena em sua casa