Os rodoviários baianos irão aderir a greve geral na sexta-feira (14/6), contra a reforma da Previdência. A decisão foi tomada após assembléia da categoria feita na tarde desta terça-feira (11). Em todo o estado, a greve terá duração de 24h, começando a partir das 4h de sexta. 

Ao Aratu On, o diretor de formação política do Sindicato dos Rodoviários, Thiago Ferreira, diz que a paralisação atingirá todo o sistema, incluindo setores como intermunicipal, interurbano, copadora e locadoras. Além dos rodoviários, os metroviários também declararam greve. De acordo com o representante, outras categorias irão aderir ao movimento, como comerciários e bancários. "Nada vai funcionar na cidade", dispara. 

A categoria fará caminhada durante a tarde, no Campo Grande. Também deve acontecer uma ação na Avenida Tancredo Neves, com movimentos sociais. "O Movimento Sem Terra declarou que irá bloquear vias. A orientação é que viagem na quinta ou no sábado", recomenda. 

LEIA MAIS: "Assembleia vai definir se vai ter ou não paralisação na sexta-feira", diz Sindicato dos Rodoviários

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.