Caio Castro foi condenado a pagar R$ 7 mil de indenização para o fotógrafo André Ligeiro, que o processou por agressão durante festa de Réveillon em Trancoso, na Bahia, em 2016. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (24) no Diário Oficial do Estado de São Paulo.

O UOL entrou em contato com o fotógrafo, que, por meio dos advogados José Diogo Bastos Neto e Henrique Ventureli, disse que vai recorrer do valor da sentença. “A condenação de Caio Castro, diante dos inúmeros elementos de prova, já era aguardada. O reconhecimento do ato ilícito foi a primeira vitória. Vamos recorrer visando a majoração do valor fixado. A nosso ver, a quantia arbitrada não observa a gravidade da lesão e a capacidade econômica das partes, daí porque não cumpre a finalidade punitiva”, informou os advogados.

RELEMBRE O CASO

Caio Castro agrediu André Ligeiro com um cabeçada ao perceber que estava sendo fotografado durante o evento. O ator teria pedido para que não fossem feitas as fotos, mas André Ligeiro decidiu registrar as imagens. Irritado, o ator se aproximou do fotógrafo e lhe deu uma cabeçada, que abriu um corte no supercílio do profissional e precisou dar três pontos.

Em vídeo publicado nas redes sociais dias depois do ocorrido, Caio Castro admitiu o erro e se desculpou pela agressão.  Na época, o advogado de Ligeiro, Henrique Ventureli, disse à reportagem que tentou acordo extrajudicial com o ator, mas não obteve resposta e entrou com processo contra o ator.

LEIA MAIS: Rompimento de adutora, provoca lentidão no trânsito na Av. Tancredo Neves

LEIA MAIS: Com sete novos contratados, Vitória estreia no Baianão contra o xará de Conquista

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/livesNos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.