AO VIVO Últimas Notícias
08/10/2021 11h11 | Atualizado em 08/10/2021 11h13

Preso suspeito de cravar faca no olho do próprio irmão de nove anos por ciúmes na Bahia

O homem foi apresentado na delegacia de Rio das Ostras (RJ), que deu cumprimento ao mandado. Ele deve ser transferido para a Bahia, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

Preso suspeito de cravar faca no olho do próprio irmão de nove anos por ciúmes na Bahia Foto: Macaubense Life
Da Redação

Um homem de 38 anos, suspeito de matar o próprio irmão, de nove, em Teixeira de Freitas, no Sul da Bahia, foi preso na quinta-feira (7/10) em Macaé, Rio de Janeiro.

O mandado de prisão temporária solicitado pela Polícia Civil da Bahia e deferido pelo Poder Judiciário foi cumprido pela Polícia Militar do Rio. Segundo a PC baiana, logo que tomou conhecimento da morte de Pietro da Silva Alves, o plantão da Delegacia Territorial de Teixeira de Freitas deu início às investigações preliminares sobre o crime. 

Já nas primeiras diligências, foi apontado que o principal suspeito era o irmão da criança, que não mais estava no município baiano. Ainda de acordo com a PC, o homem foi apresentado na delegacia de Rio das Ostras (RJ), que deu cumprimento ao mandado. Ele deve ser transferido para a Bahia, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

A mãe da dupla informou aos agentes da 8ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin) que o mais novo estava desaparecido desde a madrugada da quarta-feira (6/10).

A perícia levantou no local do crime que o jovem tinha perfurações nas costas, um corte profundo no pescoço, e estava, ainda, com uma faca cravada no olho direito. A polícia já sabe que Pietro teria sido sequestrado na noite anterior pelo irmão que apresentava deficiência mental e grande ciúmes. 

LEIA MAIS: "Muito gratificante", diz sobrinha de Nira Guerreira ao comentar live desta sexta; relembre onde assistir

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003

Fonte: Da redação