AO VIVO Últimas Notícias
10/12/2018 10h06 | Atualizado em 10/12/2018 13h03

Polícia de Goiás recebe novas denúncias e monta força-tarefa para caso João de Deus

Polícia de Goiás recebe novas denúncias e monta força-tarefa para caso João de Deus

Polícia de Goiás recebe novas denúncias e monta força-tarefa para caso João de Deus Foto: Uol
Da Redação

A Polícia Civil de Goiás vai montar nesta segunda-feira (10/12) uma força-tarefa para investigar as denúncias de abuso sexual supostamente praticado pelo médium João de Deus.

Segundo o delegado-geral da Polícia Civil do estado, André Fernandes, a delegacia especializada em investigações apurava uma denúncia recebida há 45 dias, mas, somente no fim de semana, houve 25 novos relatos. As vítimas começarão a ser ouvidas em Goiânia nesta semana.

No sábado (8), 12 mulheres relataram ao programa “Conversa com Bial”, terem sido abusadas sexualmente pelo médium João Teixeira de Faria, de 76 anos, conhecido como João de Deus, que mantém a Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, no interior de Goiás.

Uma delas, a holandesa Zahira Lieneke Mous, contou que conheceu a casa em Abadiânia em 2014, quando buscava a cura para o trauma de ter sofrido abusos sexuais no passado. Após pesquisas, sentiu-se à vontade para ir sozinha ao local.

Na segunda visita à casa, foi informada que teria uma consulta particular com o médium em um escritório que fica dentro da casa. Ao chegar no escritório, o médium pediu que ela ficasse de costas, conduzindo-a para um banheiro. Depois, ele teria colocado as mãos dela no pênis dele e fez com que elas se movimentassem.

Além do relato de Zahira, outras denúncias também têm sido divulgadas. Nesta segunda-feira, o Ministério Público fará uma coletiva para dar mais detalhes sobre os casos.

LEIA MAIS: Caminhoneiros iniciam novo protesto após decisão de ministro do STF

Fonte: Uol