AO VIVO Últimas Notícias
23/05/2024 19h45 | Atualizado em 23/05/2024 19h46

Três suspeitos de envolvimento nas guerras de facções em Vila Verde são presos

Mais de 50 policiais civis realizaram as incursões, com apoio de equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)

Três suspeitos de envolvimento nas guerras de facções em Vila Verde são presos Foto: Divulgação/SSP
Da Redação

Três suspeitos de envolvimento nos ataques e confrontos ocorridos na localidade de Vila Verde, na Estrada Velha do Aeroporto, em Salvador, nas últimas semanas, foram presos na segunda fase da “Operação Proteger”, deflagrada nesta quinta-feira (23/5) pelo Departamento Especializado de Investigação e Repressão ao Narcotráfico (Denarc).

Doze mandados de busca e apreensão, de acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), foram cumpridos na região e em outros cinco endereços da capital baiana. As investigações aconteceram em imóveis utilizados por integrantes de facções criminosas que promovem os ataques, motivados pela disputa pelo tráfico de drogas na localidade.

Mais de 50 policiais civis realizaram as incursões, com apoio de equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

ONDA DE VIOLÊNCIA

Na última semana, a situação em Vila Verde ficou ainda mais delicada após a morte do jovem Thiago Tavares dos Santos, de 24 anos, rendido por traficantes após entrar na localidade a pé devido a um surto psicótico. Ele foi esquartejado e morto no bairro de Parque São Cristóvão.

Informações preliminares dão conta de que os líderes da facção que comanda a comunidade não concordaram com o assassinato do jovem, e ordenaram que os responsáveis fossem mortos pelo “Tribunal do Crime”. O corpo de Carlos Eduardo Oliveira, mais conhecido como “Edu”, foi localizado na região do Cassange, na sexta-feira (17), dentro de um carrinho de mão e com várias marcas de tiros no rosto.

A Polícia Militar, de acordo com a SSP-BA, reforçou o policiamento na região e está monitorando a situação.

+ Mãe de jovem esquartejado em Vila Verde chora morte: ‘Estão felizes com o meu sofrimento’

Há cerca de um mês, a situação é de tensão para os moradores de Vila Verde. No dia 3 de maio, as escolas municipais da região precisaram suspender as aulas devido à onda de violência, e os ônibus deixaram de circular pela localidade. Trocas de tiros ocorreram e uma pessoa foi baleada. Segundo a Secretaria Municipal da Educação (Smed), 226 crianças foram afetadas com a suspensão das atividades escolares

Em 26 de abril, outro tiroteio provocou os mesmos problemas na região. Antes, no dia 24, dois corpos foram encontrados na localidade, com várias marcas de tiro. Uma das vítimas foi alvejada dentro de uma casa, enquanto a outra foi encontrada na rua. Na madrugada de 11 de abril, uma troca de tiros também ocorreu no local.

Por conta da situação de terror e por ameaças feitas por criminosos a pessoas da comunidade, moradores estão deixando a região e abandonando as casas.

LEIA MAIS: Seis integrantes da ‘quadrilha da tornozeleira eletrônica’ foram presos em Salvador

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Siga a gente no InstaFacebook e Twitter. Envie denúncia ou sugestão de pauta para (71) 99940 – 7440 (WhatsApp).