AO VIVO Últimas Notícias
10/01/2022 16h31 | Atualizado em 10/01/2022 18h34

Suspeito de matar líder comunitário e filmar crime é preso; homem foi capturado em posse de drogas

O suspeito foi preso neste domingo por posse de drogas, mas as investigações apontam que ele também é um dos executores do homicídio cujo vídeo circulou nas redes sociais.

Suspeito de matar líder comunitário e filmar crime é preso; homem foi capturado em posse de drogas Foto: arquivo pessoal
Da Redação

Um dos suspeitos do homicídio do líder comunitário Eliezer Conceição Costa, de 58 anos, na localidade conhecida como Ayrton Senna, foi preso neste domingo (10/1). 

O comandante da 48ª Companhia Independente da Polícia Militar, major Luciano Jorge Alves, informou à equipe de jornalismo do Aratu On que o suspeito foi detido inicialmente por posse de drogas, mas é apontado como um dos executores do homicídio. Essa acusação deverá pesar sobre ele quando as investigações forem concluídas.

Durante um patrulhamento em Sussuarana, alguns indivíduos tentaram fugir ao avistarem a guarnição. Um suspeito foi alcançado pela equipe em uma residência, que no local, encontrou com ele um saco com alguns pinos de cocaína e dinheiro. Ao ser questionado, o homem confessou que havia mais drogas na residência dele e a polícia, ao ter acesso ao interior da casa, encontrou mais pinos de crack e maconha.

O suspeito tentou subornar a guarnição, informando que entraria em contato com uma pessoa que traria uma quantia de R$ 10 mil em troca da liberação dele. Segundo a PM, ele foi conduzido para atendimento médico na UPA de Brotas, pois apresentava várias escoriações pelo corpo devido a uma queda de moto recente. Posteriormente, foi conduzido e apresentado na Central de Flagrantes. Com ele, foram encontrados 34 pinos de cocaína, nove trouxas de maconha, 15 pedras de crack e R$ 37 em dinheiro.

LEIA MAIS: Traficantes fizeram questão de filmar execução de líder comunitário em Salvador; suspeito de ser X-9 levou pelo menos 14 tiros

O Aratu On apurou que os traficantes responsáveis pelo homícidio teriam ficado irritados por acharem que o líder comunitário seria um X-9, apelido dado às pessoas que passam informações à polícia. 

As imagens do crime, que foram feitas no dia 4 de janeiro e obtidas pela reportagem do Aratu On nesta segunda-feira (10/1), mostram que Eliezer recebe pelo menos 14 tiros. No final do vídeo, o homem responsável pela filmagem desfere pelo menos cinco golpes de faca no corpo do líder comunitário.

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

‌Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003

 

Fonte: Da redação