AO VIVO Últimas Notícias
03/08/2021 11h40 | Atualizado em 03/08/2021 11h44

Bela e perigosa: jovem finge ir ao banheiro e furta aplique de R$ 7 mil depois de procedimento que durou 4h na Pituba

A Polícia Civil informou que a guarda os devidos registros na 16ª Delegacia Territorial para que as providencias sejam adotadas.

Bela e perigosa: jovem finge ir ao banheiro e furta aplique de R$ 7 mil depois de procedimento que durou 4h na Pituba Foto: leitor/Aratu On
Da Redação

A proprietária e os funcionários de um salão de beleza especializado em extensão capilar, situado no bairro da Pituba, em Salvador, ficaram estarrecidos com a audácia de uma falsa cliente que foi capaz de furtar um aplique avaliado em R$ 7.800.

O crime ocorreu no sábado (31/7). A jovem, que não havia levantado nenhuma suspeita durante as quatro horas do procedimento de beleza, pediu para ir ao banheiro e simplesmente desapareceu.

A mulher procurou o estabelecimento, que não terá o nome divulgado a pedido da dona, alegando que era de São Paulo e que já esteva na filial do salão no estado paulista. A jovem disse que fez um orçamento na filial, mas optou pelo procedimento na Bahia. Ela pedia para trocar a cor dos cabelos, do ruivo ao preto, e fazer um alongamento.

"Estou para ir aí hoje à tarde e, como estou com um pouquinho de pressa, eu queria saber se demora mais de uma hora e meia. Eu vou querer um mega preto mesmo. Como estou ruiva tem que preparar o meu cabelo. Pintar, escovar e pôr o mega", detalhava o pedido da, até então, simpática cliente.

A proprietária relatou ao Aratu On que compreende o fato de algumas mulheres serem dependentes dos apliques e que prontamente se comprometeu a fazer o procedimento solicitado.

"Ela chegou por volta das 15h. Escolheu o cabelo e meu funcionário explicou que 200 gramas não seriam suficientes e que era teria que colocar um aplique de 300g. Ele passou o valor, R$ 7.800, e ela falou que tudo bem", lembrou.

Já por volta das 20h, após despigmentar o cabelo e tinturar de preto, a cliente questionou onde ficava o banheiro e não retornou mais. "A recepcionista já havia ido embora, antes disso ela tentou fazer com que a cliente pagasse pelo serviço, mas ela alegou que era a mãe dela quem faria o pagamento, o que é normal. Muitas mulheres ficam horas esperando o marido chegar e fazer o pagamento, por exemplo. É até chato ficar cobrando adiantado. Só tinham dois funcionários no local exclusivamente para fazer o aplique. Durante o dia ela fumava, acho que para sondar o espaço. Até aí tudo bem. Ela desceu, deixou a bolsa na bancada e sumiu", detalhou a empresária baiana. 

A dupla de cabelereiros que fazia o procedimento nela se preocupou com a demora e chamou a mulher pelo nome que ela mesma deu. Ao se darem conta que o banheiro estava vazio, os profissionais foram na parte externa e foram surpreendidos com a confirmação de que o portão estava aberto e a criminosa havia fugido.

"Imagine você passar a tarde toda com uma cliente, fazer o serviço e ela fazer uma coisa dessas. Eu fiquei nervosa, mas não me abato com isso não. Deus dará em dobro", enfatizou a dona do salão. 

A empresária contou ainda ao Aratu On que não chegou a prestar queixa. Na segunda-feira (2/8) um suposto advogado entrou em contato com o estabelecimento alegando que a jovem iria resolver a situação. Entretanto, até o momento, nada foi feito e a dona do estabelecimento ainda pretende denunciar o caso à Polícia Civil. 

"O meu objetivo em trazer esse caso a público é fazer o alerta para outros estabelecimentos não caiam neste tipo de golpe. Algumas mulheres ficam reféns do alongamento. Elas ficam sem pintar, mas não deixam de fazer a manutenção. Com a pandemia nós tivemos uma redução de 40% destas clientes", desabafou.

A Polícia Civil informou que a guarda os devidos registros na 16ª Delegacia Territorial para que as providencias sejam adotadas.

LEIA MAIS: Madrugada agitada! Brasil garante medalhas de ouro na Vela, bronze no atletismo e boxe

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.

Fonte: Da redação