Cientistas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) desenvolveram um aparelho de baixo custo que mapeia a carga viral do novo coronavírus (Covid-19) no ambiente. Batizado de Coronatrack, o dispositivo individual portátil foi criado pelas equipes do Laboratório de Radioecologia e Mudanças Globais (Laramg), do Departamento de Biofísica e Biometria da Uerj.

O pesquisador do Laramg, Heitor Evangelista, que também é professor de Biofísica, disse que o aparelho vai possibilitar que o usuário monitore a carga viral nos locais por onde costuma circular. Laramg disse, ainda, que o sistema é parecido com o utilizado em mineração, para monitorar partículas de poeira no ar. 

A proposta do projeto, segundo Evangelista, é mapear a concentração de vírus na cidade, por meio de amostras de locais e trajetos. De acordo com a Uerj, o protótipo custou R$ 200, enquanto um modelo similar importado sai a R$ 4 mil. 

LEIA MAIS: Testes de vacina contra Covid-19 em mais de mil voluntários mostram eficácia, afirma grupo chinês

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.