Uma técnica de enfermagem e laboratório, identificada como Adelita Ribeiro da Silva, 38 anos, morreu na manhã do sábado (4/4), após ser diagnosticada com o novo coronavírus. Ela estava na linha de frente do enfrentamento a pandemia do Covid-19, em um hospital particular de Goiânia, em Goiás.

Adelita estava internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital do Coração desde o dia 30 de março, três dias após o último plantão, e foi diagnosticada com a doença na sexta-feira (3/4).

Ela era servidora da rede municipal de  saúde em Goiânia e ainda trabalhava em um laboratório terceirizado do Hospital do Coração. Adelita não possuía nenhuma doença que a colocasse no grupo de risco. A técnica chegou a participar de uma campanha de defesa ao isolamento social, na qual profissionais de saúde pousavam em uma foto com plaquinhas pedindo que  a população permanecesse em casa. "Estamos aqui por vocês. Fiquem em casa por nós", dizia o texto.

15861159035e8a353f2d05c-1586115903-3x2-md

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), lamentou o ocorrido por meio das redes sociais e declarou que Adelita foi uma heroína que perdeu a vida para salvar vidas.

'Adelita não tinha nenhuma comorbidade e perdeu a vida diante de um vírus que mata, independentemente de idade. Gente, vamos seguir orientações. Fiquem em casa. Pensem e respeitem o próximo." disse o governador.

LEIA MAIS: Gestante morre por coronavírus em Recife; bebê é retirado com vida e está internado na UTI

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.