O diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), entrou com uma Ação de Investigação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), contra o vice-prefeito Bruno Reis (DEM). Além de secretário, Bruno é, ainda, pré-candidato à prefeitura de Salvador. A justificativa da denúncia é  "abuso de poder econômico e abuso de autoridade".

O PT acusa Reis de pessoalizar a entrega de cestas básicas às famílias de alunos da rede municipal da cidade. A ação contou com a participação do secretário de Educação Bruno Barral (PSDB). No documento, a sigla pede que a Justiça impeça o democrata de participar das entregas das cestas básicas às famílias de Salvador, uma das medidas adotadas pela Prefeitura no combate ao novo coronavírus. 

Por meio de nota, a Prefeitura afirmou que "diante do momento crítico, toda a equipe de secretários, servidores municipais e colaboradores trabalha em tempo integral e nas mais diversas linhas de frente, de modo que o vice-prefeito Bruno Reis também tem sido uma peça fundamental na implementação de ações importantes nessa batalha contra o Covid-19, seja pelo seu conhecimento profundo da cidade, seja pela experiência na máquina administrativa".

No texto, a ação do PT foi classificada como "descabida". "Lamentável que, ao invés de tentar ajudar a minorar o sofrimento da população, sobretudo os mais carentes, o PT esteja preocupado apenas com as eleições municipais, cujo calendário, a esta altura, sequer se sabe se será mantido", completa a nota.

LEIA MAIS: Ator sugere que grandes empresários usem lucro obtido em 2019 para financiar pobres durante crise; entenda

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.