Moradores de diversas localidades de Salvador têm sofrido com as constantes falta de abastecimento de água realizado pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). Para minimizar os prejuízos da população, estes localidades vão poder contar com  a distribuição de quatro mil caixas d’água nas comunidades.

O termo foi assinado no Palácio Thomé de Souza,  pelo prefeito ACM Neto e pelo coordenador do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) na Bahia, Lucas Lobão, nesta segunda-feira (6/4).  As caixas, que possuem tampa, são feitas de polietileno e tem capacidade para 500 litros. O local de cada reservatório será escolhido por meio de um levantamento feito pela Secretaria Municipal de Articulação Comunitária e Prefeituras-Bairro, em conjunto com a Embasa, para detectar os locais mais prejudicados com a falta de água.

Segundo o prefeito, o objeto é garantir que todos tenham acesso ao recurso, principalmente em meio a pandemia do novo coronavírus.

“Neste momento de combate ao coronavírus, não dá para pedir às pessoas que lavem as mãos, que se mantenham asseadas, faltando água. Então, foi feito esse acordo de cooperação com o Dnocs e, a partir de agora, serão levadas essas caixas d’água aos bairros mais pobres, que estão sofrendo com esse problema de desabastecimento. Assim, espera-se, provisoriamente, dar uma solução para a família para que ela tenha condições de ter água na sua residência”, afirmou ACM Neto.

LEIA MAIS: Gestante morre por coronavírus em Recife; bebê é retirado com vida e está internado na UTI

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.