Desde que o novo coronavírus (Covid-19) começou a se espalhar rapidamente por diversos países, temos lidado com palavras ou termos pouco conhecidos por boa parte da população, de modo geral.

"Pandemia", "endemia", "surto"... Você sabe a diferença entre eles? E OMS? Sabe o que significa e como funciona? Pensando nisso, o Aratu On preparou uma espécie de "glossário" para você, leitor, familiarizar-se com as denominações. Afinal, informação é a melhor forma de se prevenir.

CONFIRA (E COMPARTILHE)! 

SURTO - é um aumento repentino do número de casos, dentro de limites muito restritos, como uma série de casos de rubéola em uma creche, vários indivíduos com conjuntivite em um quartel ou vários bebês com infecção respiratória em um berçário de hospital. Também pode ser assim considerado o aumento do número de casos de uma doença em uma área específica, considerada livre da mesma. Por exemplo, um único caso de poliomielite no Brasil seria suficiente para configurar um surto;

ENDEMIA - é a ocorrência de certo número de casos controlados em determinada região;

EPIDEMIA - é o aumento do número de casos de determinada doença, muito acima do esperado e não delimitado a uma região;

PANDEMIA - por sua vez, compreende um número de casos de doença acima do esperado, sem respeitar limites entre países ou continentes, como acontece com a Aids, a tuberculose e, mais recentemente, o novo coronavírus.

OMS - ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE

OMS
Imagem: divulgação/OMS

Subordinada à Organização das Nações Unidas (ONU), a Organização Mundial da Saúde (OMS) iniciou sua jornada quando sua constituição entrou em vigor, no dia 7 de abril de 1948 - data em que se comemora o Dia Mundial da Saúde -, com o objetivo de desenvolver ao máximo possível o nível de saúde de todos os povos.

Atualmente, são mais de 7 mil pessoas trabalhando na sede, em Genebra (Suíça), seis escritórios regionais e em 150 escritórios em diversos países. Além de médicos, especialistas em saúde pública, cientistas e epidemiologistas, a OMS treinou funcionários para gerenciar os sistemas administrativos, financeiros e de informação à sua disposição, além de especialistas nas áreas de estatística, economia e assistência em saúde. em emergências.

CORONAVÍRUS - é uma família de vírus que causa infecções respiratórias. Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

COVID-19 - doença provocada pelo novo agente do coronavírus, descoberto em 31 de dezembro de 2019, após casos registrados na China. 

TIPOS DE TRANSMISSÕES DO NOVO CORONAVÍRUS

- Local: indica locais onde a fonte de infecção está dentro do local do relatório;
- Comunitária: quando as equipes de vigilância não conseguem mais mapear a cadeia de infecção, não sabendo quem foi o primeiro paciente responsável pela contaminação dos demais;
- Casos importados: indicam apenas locais onde todos os casos foram adquiridos fora do local do relatório;
- Sob investigação indica locais onde o tipo de transmissão não foi determinado para nenhum caso

*Com informações do Ministério da Saúde e da OMS

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.