A Organização Mundial de Saúde (OMS) está avaliando cerca de 200 remédios diferentes para tratamento das pessoas com coronavírus. Substâncias usadas em doenças já conhecidas, como AIDS, Ebola e Malária, são algumas das investigadas pelo órgão. 

A notícia foi dada pela diretora-geral assistente da OMS para Acesso a Medicamentos, Vacinas e Produtos Farmacêuticos, Mariângela Simão, em entrevista a ONU News. "O que se fala agora é que várias drogas antigas estão sendo pesquisadas para um novo propósito", explicou.

LEIA MAIS: Fazendão pode ser usado para tratar pacientes do novo coronavírus, diz secretário da Saúde

LEIA MAIS: Coronavírus foi criado em laboratório chinês: verdade ou mentira?

"Tem vários medicamentos antivirais sendo estudados. Existem aproximadamente 200 ensaios clínicos em andamento nesse período de tempo. Alguns dos medicamentos de combate à AIDS, ou HIV, eles vêm sendo utilizados nesses ensaios clínicos", relatou.

As substâncias usadas na pandemia de Ebola também foram destacados por ela. "Existe também um outro medicamento novo que foi desenvolvido inicialmente para tratar pessoas com ebola e que acabou tendo outras opções de tratamento mais efetivas, e que também está com vários ensaios clínicos para avaliar sua eficácia", disse. "Também tem drogas para a malária, drogas bastante antigas, que também estão sendo estudadas nesse momento. Há que aguardar os resultados desses estudos clínicos", completou

Apesar dos inúmeros testes, nenhum deles ainda foi conclusivo e apresentou cura total do Covid-19. "Até ao momento atual não tem nenhum estudo que mostre que este ou aquele medicamento é eficaz no combate à epidemia. Isso é importante dizer, porque é importante que as medidas que a OMS tem propagado que muitos países já tomaram com relação às questões individuais de lavar as mãos, e quando possível usar o álcool, o contato com pessoas doentes", ressaltou.

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.