Uma enfermeira da Rússia "inovou" no Equipamento de Proteção Individual (EPI) e decidiu atender as vítimas do novo coronavírus apenas de lingerie. A cena chamou atenção dos pacientes, boa parte deles pertencentes ao grupo de risco, e, claro, resultou em uma punição disciplinar à profissional da saúde, que foi mandada para casa "por não cumprir os requisitos para roupas médicas". 

De acordo com a imprensa internacional, a moça não sabia que os equipamentos de proteção eram transparentes. Ela decidiu adotar esse look diferente por estar sentindo muito calor durante o expediente.

A história ganhou o mundo e tornou a unidade hospitalar de Tula, no centro do país, bastate famosa, após a notificação do Ministério da Saúde.  Depois da confusão, a enfermeira se desculpou pelo equívoco. A Rússia ocupa atualmente o segundo lugar no incomodo ranking de vítimas da Covi-19, com mais de 317 mil testes positivos e 3.099 mortes. Se a moda pega, hein!

LEIA MAIS: Presos fazem live com "Princesinha do Tráfico" dentro de presídio e têm celulares apreendidos

LEIA MAISMoro diz que não entrou no governo para "servir um mestre" e fala sobre possibilidade de se aliar ao PT

LEIA MAIS: Rodoviário é internado após ser baleado em atentado contra ônibus no bairro de Castelo Branco

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.