O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, deixou a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, por volta da 00h30 deste domingo (3/5) após depoimento no qual reforçou acusações contra Jair Bolsonaro (sem partido). De acordo com as declarações do ex-juiz federal, o presidente tentou interferir politicamente em investigações da Polícia Federal (PF).

LEIA MAIS: Sem hora para acabar, Moro presta depoimento à PF sobre acusações contra Bolsonaro

Moro chegou à Superintendência por volta das 13h15 e prestou depoimento das 14h20 até 22h40, ou seja, por mais oito horas. Contudo, demorou mais de duas horas após o fim da oitiva para deixar as dependências do prédio. Segundo o site Uol, o ex-ministro apresentou novas provas que sustentaram as acusações contra Bolsonaro como mensagens de texto e áudios.

O inquérito aberto pela Procuradoria-Geral da República (PGR) segue seu curso e as provas, até o momento, não serão divulgadas.

LEIA MAIS: Senado aprova projeto de ajuda aos estados e municípios de R$ 120 bilhões com congelamento de salários

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.