Em apenas 24 horas a Justiça libertou dois homens apontados pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP) como líderes de facções criminosas que brigam entre elas. Uma das decisões, inclusive, foi comemorada com foguetório em um bairro de Salvador. 

Já estão nas ruas desde quinta-feira (21/5) Washington David Santos da Silva, conhecido no meio policial como "Boca Mole" do "Bonde do Ajeita", e Venicio Bacellar Costa, chamado de "Fofão", do "Bonde do Maluco". 

O primeiro foi libertado por uma decisão do juiz Jeine Vieira Guimarães, da Comarca de Lauro de Freitas. Ele determinou algumas restrições ao beneficiado, que está sendo monitorado por uma tornozeleira eletrônica. Supostamente por conta da disso, traficantes da região da Fazenda Grande do Retiro realizaram um foguetório. Segundo a SSP, "Boca Mole" atua na área. 

Já "Fofão" foi beneficiado por uma decisão do Supremo Tribunal Federal, por meio do ministro Marco Aurélio. Ele alegou que o processo contra o réu estava parado há mais de dois anos.

O chefe do BDM foi preso em São Paulo em 2017 e chegou ao Aeroporto Internacional de Salvador sob forte esquema de segurança. Na época, ele era integrante do “Baralho do Crime”, uma ferramenta lúdica que apresenta as pessoas mais perigosas na Bahia. Seus dois comparsas morreram após troca de tiros com policiais civis e militares próximo ao Aeroporto de Salvador, um dia antes da prisão dele.

LEIA MAIS: “CABEÇA CARA”: Liderança de facção, “Fofão” chega em Salvador sob esquema de segurança

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.