O mecânico Edmilson Gonçalves saiu, nesta terça-feira (10/9), do Complexo Penitenciário da Mata Escura, onde estava preso desde 2014 após acusação de estupro contra a enteada de 11 anos, em 2009. Ele ficará, agora, em prisão domiciliar, segundo informou a defesa dele, ao Aratu On. Os advogados entrarão com uma ação revisional para tentar provar sua inocência.

ENTENDA

Em janeiro de 2016, a defesa do mecânico entrou com um pedido de Revisão Criminal, já que a suposta vítima, Lanara de Jesus Nunes, em um novo depoimento à Justiça, negou as acusações contra Edmilson, dizendo que tudo foi planejado pelo pai biológico para acabar com o relacionamento que a mãe maninha com o acusado.

Em novembro do mesmo ano, porém, Lanara de Jesus entrou ‘ao vivo’, no programa da TV Aratu, QVP e "voltou atrás". Disse, na ocasião, ter sido coagida pela mãe. “Eu atendi um pedido de minha mãe, pois ela disse que iria se matar, que iria sair de casa… fiquei com medo. Por isso, eu disse que Edmilson não tinha me abusado. Mas era mentira. Ele me abusou mesmo”, falou por telefone.

LEIA MAIS: Bebê de seis meses morre em creche no Jardim Santo Inácio; causa da morte é investigada

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.