AO VIVO Últimas Notícias
10/12/2022 10h30 | Atualizado em 10/12/2022 10h17

Jornalista norte-americano morre durante cobertura da Copa do Catar; ele havia procurado ajuda médica, mas foi diagnosticado com bronquite

Na abertura da Copa do Mundo, Grant foi brevemente detido pela polícia por estar usando uma camisa com as cores da bandeira LGBTQIAP+

Jornalista norte-americano morre durante cobertura da Copa do Catar; ele havia procurado ajuda médica, mas foi diagnosticado com bronquite Foto: Redes Sociais
Bruna Castelo Branco

O jornalista norte-americano Grant Wahl, um dos profissionais de imprensa mais conhecidos dos Estados Unidos, morreu na madrugada deste sábado (10/12) em Doha, no Catar, durante o jogo Argentina x Holanda, na Copa do Mundo. As informações são do G1.

Grant, de 48 anos, passou mal durante a prorrogação do jogo, na tribuna de imprensa do estádio Lusail. Segundo testemunhas, ele caiu, foi atendido por uma equipe médica, mas morreu no local. O jornalista chegou receber massagem cardíaca e deixou o espaço em uma maca, mas não resistiu. Ele estava em sua oitava cobertura de Copa do Mundo.

Na última segunda-feira (5/12), ele chegou a comentar que não vinha se sentindo bem e procurou ajuda médica em um hospital no Catar.

“Meu corpo quebrou. Três semanas de pouco sono, muito estresse e muito trabalho podem fazer isso com você. O que tinha sido um resfriado nos últimos 10 dias se transformou em algo mais severo na noite do jogo EUA x Holanda. Eu senti pressão e desconforto no peito. Eu não tinha Covid (faço exames regularmente aqui), mas fui à clínica médica do principal centro de mídia e disseram que provavelmente tenho bronquite. Eles me deram antibióticos e um xarope para tosse forte", detalhou.

Na abertura da Copa do Mundo, Grant foi brevemente detido pela polícia por estar usando uma camisa com as cores da bandeira LGBTQIAP+, o que é proibido no país árabe, que criminaliza relações homoafetivas.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos siga no InstagramFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!