AO VIVO Últimas Notícias
18/08/2023 06h27 | Atualizado em 18/08/2023 11h25

Líder quilombola e ex-secretária de Promoção da Igualdade Racial é assassinada em Simões Filho

Criminosos teriam invadido o terreiro da comunidade, feito familiares reféns e executado Mãe Bernadete a tiros

Líder quilombola e ex-secretária de Promoção da Igualdade Racial é assassinada em Simões Filho Foto: divulgação
Da Redação

A líder do Quilombo Pitanga dos Palmares, Yalorixá e ex-secretária de Promoção da Igualdade Racial de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, Maria Bernadete Pacífico, de 72 anos, foi assassinada na noite desta quinta-feira (17/8).

Criminosos teriam invadido o terreiro da comunidade, feito familiares reféns e executado Mãe Bernadete a tiros. Ela é mãe de Flávio Gabriel Pacífico dos Santos, mais conhecido como Binho do Quilombo, assassinado há quase seis anos, no dia 19 de setembro de 2017.

Segundo informações da Polícia Civil, a 22ª Delegacia Territorial de Simões Filho investiga a morte da líder religiosa. A autoria e motivação ainda são apuradas. O governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, determinou que as polícias Militar e Civil sejam firmes na investigação. ebcebc

SSP REPUDIA

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, informou que repudia o homicídio da liderança quilombola Bernadete Pacífico, se solidariza à família e informa que as polícias Militar, Civil e Técnica, após tomarem conhecimento do fato, iniciaram de imediato as diligências e a perícia no local para identificar os autores do crime.

Informações preliminares indicam que dois homens, usando capacetes, entraram no imóvel da vítima, na cidade de Simões Filho, e efetuaram disparos com arma de fogo. Detalhes sobre a dupla de homicidas podem ser enviados, com total sigilo, através do telefone 181 (Disque Denúncia da SSP).

LEIA MAIS: “A ordem é não matar”, afirma governador da Bahia sobre operações policiais no estado

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Siga a gente no InstaFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!