AO VIVO Últimas Notícias
08/10/2020 20h09 | Atualizado em 08/10/2020 20h14

Pedidos de seguro-desemprego caem 10,6% em setembro, mas mantém alta anual

Pedidos de seguro-desemprego caem 10,6% em setembro, mas mantém alta anual

Pedidos de seguro-desemprego caem 10,6% em setembro, mas mantém alta anual Foto: Marcelo Casal / Agência Brasil
Da Redação

Depois de dispararem, no primeiro semestre, por causa da pandemia do novo coronavírus, os pedidos de seguro-desemprego de trabalhadores com carteira assinada estão caindo no segundo semestre. Em setembro, o total de pedidos recuou 10,6% em relação ao mesmo mês do ano passado. O levantamento foi divulgado nesta quinta-feira (8/10) pela Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia.

De acordo com a Agência Brasil, desde o início de junho, o indicador está em queda. Em setembro, 466.255 benefícios de seguro-desemprego foram requeridos, contra 521.572 pedidos registrados no mesmo mês de 2019. Destes, 61,8% dos benefícios foram pedidos pela internet.

Apesar da queda, os pedidos de seguro-desemprego continuam em alta no acumulado do ano, tendo somado 5.451.312, de 2 janeiro até o último dia 30 de setembro. O total representa aumento de 5,7% em relação ao acumulado no mesmo período do ano passado, que totalizou 5.157.026.

PERFIL

Em relação ao perfil dos requerentes do seguro-desemprego na primeira quinzena de setembro, a maioria é do sexo masculino (60%). A faixa etária com maior número de solicitantes está entre 30 e 39 anos (33,5%) e, quanto à escolaridade, 59,4% têm ensino médio completo. Em relação aos setores econômicos, os serviços representaram 42,4% dos requerimentos, seguido pelo comércio (26,8%), pela indústria (14,8%) e pela construção (9,5%).

O empregado demitido ou que pediu demissão tem até 120 dias depois da baixa na carteira de trabalho para dar entrada no seguro-desemprego.

LEIA MAIS: Mesmo com aprovação do CNE para aulas remotas até 2021, escolas e faculdades não são obrigadas a seguir à risca

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.

Fonte: Da redação