AO VIVO Últimas Notícias
01/04/2017 10h37 | Atualizado em 01/04/2017 10h38

ALERTA: Macaco aparece morto no quintal de casa em Simões Filho

ALERTA: Macaco aparece morto no quintal de casa em Simões Filho

Da Redação

Do Simões Filho Online, parceiro do Aratu Online.

Um macaco da espécie ?Mico?, primata não humano, foi encontrado morto no quintal de uma residencia na Rua Vila Rica, no Bairro Cia 2, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador.

As informações foram confirmadas pela proprietária do imóvel. Segundo Dona Maria José, o animal já estava morto há duas semanas, mas só nesta sexta-feira (31/03) resolveu acionar os órgãos competentes, após ficar assustada com os casos de quatro animais com presença do vírus da febre amarela em Salvador.

ALERTA Macaco aparece morto no quintal de casa em Simões Filho 2

O animal não foi recolhido. Foto: Simões Filho Online

Ainda segundo a dona de casa, a Vigilância Sanitária esteve no local, mas não recolheu o animal para examinar no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), alegando que o primata estava em estado de decomposição ? não tinha sangue ou víscera, impossibilitando o exame. Dois técnicos e um gerente de zoonoses da Vigilância e Proteção à Saúde de Simões Filho estiveram no local.

O Simões Filho Online, parceiro do Aratu Online, entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Simões Filho e o órgão recomendou, que caso a população encontre algum animal morto, na rua, residencias ou espaços públicos, deve fazer contato com a equipe de zoonoses da Vigilância e Proteção à Saúde o mais breve possível para que o mesmo seja recolhido.

A assessoria destaca ainda que não há motivo para preocupação na cidade. Segundo o órgão, não há registros de febre amarela no município.

MORTE DE MACACO

Vale salientar que os macacos são vítimas da febre amarela assim como os seres humanos. O mosquito é o transmissor da doença. O vírus é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de uma pessoa infectada para outra pessoa.

Os sinais e sintomas mais comuns da doença são: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos que duram, em média, três dias. Nas formas mais graves da doença, podem ocorrer icterícia (olhos e pele amarelados), insuficiências hepática e renal, manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.

LEIA MAIS: IMUNIZAÇÃO: Veja lista dos pontos que terão vacina contra febre amarela neste fim de semana

SALVADOR

Na capital, quatro animais já tiveram a confirmação da presença do vírus da febre. Eles foram localizados nos bairros de Ilha Amarela, Vila Laura, Paripe e Itaigara. Depois da confirmação dos casos, as Secretarias Estadual de Saúde (Sesab), anunciaram a liberação de 400 mil doses extras da vacina contra a doença na última quarta-feira (29/3).

Outros dois macacos com indícios de contaminação pelo vírus foram resgatados na Avenida Vasco da Gama e no Parque da Cidade, no Itaigara, na manhã desta quinta-feira (30), em Salvador. Os animais foram resgatados pelo Grupo Especial de Proteção Ambiental (Gepa) da Guarda Civil Municipal de Salvador (GCM).

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo, na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.

Fonte: Simões Filho Online