Saúde há 16 dias. Fonte: Da redação

Rui Costa diz que compra de vacinas por empresas privadas "não resolve o problema do povo"

Creditos da foto:Elói Corrêa / GOVBA
Rui Costa diz que compra de vacinas por empresas privadas "não resolve o problema do povo"

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), se manifestou, nesta quarta-feira (7/4), sobre a possível compra de vacinas contra a Covid-19 por empresas privadas. No mesmo dia em que a Câmara de Deputados votou a proposta, o gestor baiano se posicionou contra o projeto. "Não resolve o problema do povo", disse o petista em sua conta pessoal no Twitter.

"A compra de vacinas por empresas não resolve o problema do povo. É a ciência quem define a prioridade na vacinação, e não o dinheiro. Não é hora de aprofundar desigualdades entre ricos e pobres. Não podemos admitir a ideia do salve-se quem puder. A vacina é do SUS e para o povo!", escreveu. Rui lembrou, ainda, que os imunizantes podem ser requisitados por estados e municípios. "Caso sejam comprados por empresas privadas, como propõe texto aprovado pela Câmara dos Deputados. Não é assim que venceremos a guerra contra a Covid-19".

Deputados baianos também se comprometeram com o texto durante a votação de hoje. Otto Alencar Filho (PSD), Zé Neto (PT) e Pastor Sargento Isidório (Avante), por exemplo, disseram "não" à proposta. Por outro lado, Igor Kannário (DEM), Paulo Azi (DEM) e Professora Dayane Pimentel (PSL) votaram a favor do texto.

LEIA MAIS: Shoppings, comércio de rua e salões de beleza voltam a funcionar em Salvador; saiba como

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.

logo_aratuonline

Não é um portal! É a vida ao vivo, em tempo real! O Aratu On é uma plataforma focada na produção de conteúdo audiovisual, que fala da Bahia e dos baianos para o Brasil e para o mundo. Aqui, a notícia é no tempo presente.

Fotos do Instagram

A forte chuva que atinge a Bahia tem causado diversos pontos de alagamentos em Salvador e Região Metropolitana. Até a manhã desta sexta-feira (23/4), a situação ficou crítica em algumas ruas, com carros praticamente submersos.

Apesar de a Superintendência de Trânsito (Transalvador) não ter registros de ocorrências de alagamentos em vias importantes da cidade, vídeos dos leitores do Aratu On dão conta de transtornos nos bairros da Pituba, Rio Vermelho e Jardim Armação, que estão congestionados por causa da chuva.

De acordo com atualizações da Defesa Civil de Salvador, 16 ocorrências de solicitações de moradores da capital já foram registradas, entre elas alagamento, desabamento parcial de imóvel e deslizamento de terra.O deputado estadual @deputadoangeloalmeida (PSB) estará no Linha de Frente nesta sexta-feira (23/4), conversando com o jornalista @opabloreis, do Grupo Aratu. Participe com a gente através das nossas redes sociais.Vocês concordam que 'viver e sobreviver está sendo um enorme desafio para todos durante a pandemia', e que para quem é pai ou mãe, a situação pode ser ainda mais delicada? "A questão é: como auxiliar ou prestar apoio sem invadir o espaço do outro?"

Esse é o tema da estreia de Otávio Leal (@paivemca) no Colunistas On. Pai de Maria Flor, advogado e consultor parental, ele estará com a gente toda semana, falando sobre paternidade e relações familiares.

Para ler o artigo completo, acesse www.aratuon.com.br/colunistasonA cantora Anitta compartilhou, nesta quarta-feira (21/4), uma postagem nas redes sociais em que pede a saída de Ricardo Salles do Ministério do Meio Ambiente pelo seu “desserviço” no comando da pasta e criticou a atual gestão ambiental do Governo Federal. A situação, porém, gerou uma grande confusão. 

Tudo começou quando a artista usou o seu perfil no Twitter para defender a tag #ForaSalles, movimento que teve a adesão de outras personalidades. Salles então, respondeu à publicação, chamando a cantora de “Teletubbie”. 

“Fica na sua ai, ô Teletubbie", comentou, fazendo referência ao programa infantil criado em 1997.

A artista retrucou. "Além de imaturo, é burro. Melhor sair do ministério", disse. Em outro comentário, Anitta questionou a maturidade de Salles. "Quantos anos você tem? 12?", criticou. O ministro questionou se a cantora sabe quais são as capitais do Brasil ou para falar “pelo menos os nomes dos seis biomas brasileiros” para “começar a conversar”.

A cantora respondeu ao ministro novamente, pediu desculpa pela demora nas respostas e disse que não consegue respondê-lo em cinco minutos, como ele faz, “porque trabalha”. “Tava dando umas entrevistas em inglês, espanhol, em francês… você fala francês? Liga para a presidente da França? Ouvi dizer que ele ama vocês”, finalizou.

Depois da discussão, Anitta lançou uma enquete em sua rede social sobre a função do ministro do Meio Ambiente. As opções foram “defende a natureza” ou “fica de trelelê no Twitter”.

Além de Anitta, o movimento pedindo a saída de Salles da pasta responsável por conduzir a política ambiental teve adesões no Twitter de políticos da oposição e celebridades, entre nomes como a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, o compositor e ex-ministro da Cultura Gilberto Gil e a ativista defensora dos animais Luisa Mell.
Ver Mais