AO VIVO Últimas Notícias
26/01/2023 09h40 | Atualizado em 03/03/2023 09h32

Verão, Sol e herpes labial: existe relação?

Verão, Sol e herpes labial: existe relação? Foto: reprodução/Pixabay
Sabrina Ferreira

Nós temos o costume, ainda mais no verão, de nos preocuparmos com a radiação UV, protegendo nosso rosto e nosso corpo com protetor corporal, certo? Mas são poucas as pessoas que lembram que a boca é tão importante quanto o resto do nosso corpo. Ela faz parte dele e precisa ser protegida.

A radiação solar tem o poder de deixar o sistema imunológico mais fragilizado, além de danificar a camada de proteção superficial da boca e deixa-la mais ressecada e envelhecida, o que dificulta que as células de defesa combatam alguns vírus que são desencadeados por essa exposição. Um exemplo deles é o da herpes labial.

A herpes labial é uma doença contagiosa causada por um vírus (herpes simplex do tipo 1) que tem como sinais o aparecimento de pequenas vesículas ou bolhas ao redor dos lábios, gengiva e língua, acompanhados de dor, coceira e vermelhidão.

O vírus tem como principal característica a sua latência, ou seja, o inicio da infecção pode não apresentar os sintomas recorrentes, porém, aparecem somente quando algum fator é desencadeado. Os fatores que podem levar ao desenvolvimento da herpes labial são estresse; infecções, como gripe ou resfriado; exposição excessiva ao Sol e doenças imunes.

Um dos primeiros cuidados para manter a saúde bucal no verão é se hidratar bastante, já que as altas temperaturas podem levar a uma desidratação e, consequente, baixa da imunidade.

E para se prevenir e tratar a herpes é necessário usar protetor solar labial, além de evitar horários de pico em que o Sol está mais forte, sendo o ideal antes das 10h ou após as 16h. Em casos que o vírus apresente seus sinais e sintomas, existem alguns medicamentos que possam acelerar o processo de cicatrização das feridas ou estagnar a sua evolução, já que não há uma cura para essa doença.

Além do vírus da herpes estar mais presente no verão, podem ocorrer outras lesões malignas em nossa boca se não tomarmos o devido cuidado de protegê-la. O mais importante ao pensar nisso é escolhermos o protetor labial que não seja apenas hidratante, mas que também apresente 30FPS (ou maior) em sua embalagem.

Claro que todas essas informações e curiosidades que foram citadas acima são importantes para qualquer estação do ano. É imprescindível para um sorriso saudável o seu cuidado com a higienização e proteção, minimizando riscos e consequências futuras.

Bom verão e se proteja sem moderação!

*Este material não reflete, necessariamente, a opinião do Aratu On.

 

Confira a matéria do AN Saúde sobre a relação entre Herpes Labial e o verão