Os passageiros que utilizaram o sistema ferry boat presenciaram uma troca de tiros no terminal São Joaquim, em Salvador. Um homem identificado como Carlos Evilásio Santos Guimarães, apelidado de "Toró", foi atingido e não resistiu aos ferimentos.

Tudo aconteceu na manhã de domingo (12/1). Segundo a Polícia Militar, os próprios funcionários do sistema de transporte acionaram a polícia "com a informação de que havia um indivíduo suspeito com uma mochila preta e um volume na cintura".

LEIA MAIS: Estagiário da TV Aratu é baleado durante ação da Rondesp em Cajazeiras; "já vieram atirando"

A nota enviada pelo órgão diz que, ao perceber a guarnição, o homem sacou uma pistola e começou um tiroteio. Carlos teria sido atingido quando a Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT/Rondesp BTS) revidou. A PM disse ainda que o fato foi registrado na corredoria e que foram apreendidos com ele a arma de fogo, 1Kg de maconha e uma balança eletrônica.

Testemunhas que não quiseram ser identificadas informaram que tudo não passou de uma briga entre policiais da Rondesp e a vítima. Carlos era suspeito de ter matado um soldado da coorporação em 2010, identificado apenas como 'Dary'. Quando o crime ocorreu, há 10 anos, Carlos chegou a se apresentar à polícia e contou que havia jurado o policial de morte após ele ter participado de uma diligência em que o primo de Carlos foi morto.

Vídeos mostram os policiais dentro do terminal São Joaquim, poucos minutos após a gravação. A Internacional Travessias (ITS) divulgou uma nota informando que houve um confronto e o Departamento de Polícia Técnica vistoriou o local no mesmo dia. "A ITS não tem maiores informações, que devem ser buscadas com as autoridades policiais", diz a nota.

VEJA O VÍDEO:

LEIA MAIS: Câmeras de segurança e policiais a pé prometem deixar a Lagoa do Abaeté mais segura

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.