A Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-BA) intensificou a fiscalização, nesta sexta-feira (29/11), em grandes centros comerciais, como shoppings centers e lojas de comércios de rua, para garantir que os direitos dos consumidores baianos sejam assegurados durante a Black Friday.
O órgão iniciou a operação, desde o início de novembro, e já fiscalizou 114 estabelecimentos. Desses, oito foram autuados. A operação termina hoje.

“A fiscalização é importante para evitar a chamada ‘Black Fraude’, situação em que há aumento de preço dos produtos antes do evento para, posteriormente, baixá-los na data ou próximo a ela, além da falta de informação, descumprimento de ofertas e produtos sem preço", explica o diretor de fiscalização do Procon-BA, Iratan Vilas Boas. "Isso cria no consumidor a falsa sensação de promoção, o que é considerado uma prática abusiva”, completa.

Antes da operação, o Procon-BA, órgão vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS), realizou coleta de preços nos estabelecimentos para fazer o comparativo e identificar as possíveis irregularidades.

LEIA MAIS: Heloísa Bolsonaro diz passar "perrengue" com salário de R$ 33 mil do esposo

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.