A comissão disciplinar da Liga de Futebol Profissional da França (LFP) anunciou nesta quarta (30/9) que não punirá o zagueiro espanhol Álvaro González, que foi acusado, pelo atacante brasileiro Neymar, de realizar atos racistas no jogo entre PSG e Olympique de Marselha disputado no dia 13 de setembro.

“Depois de examinar o processo, ouvir os jogadores e os representantes dos clubes, a Comissão constata que não dispõe de elementos de prova convincentes suficientes que lhe permitam estabelecer a materialidade dos fatos das observações discriminatórias do jogador Álvaro González contra Neymar Júnior durante a partida, nem de Neymar Júnior contra Álvaro González”, diz a nota.

Punições por briga
Apesar de a acusação de racismo não ter levado a qualquer tipo de sanção, anteriormente Neymar foi punido com dois jogos de suspensão pela expulsão no jogo da segunda rodada do Campeonato Francês. O brasileiro recebeu o cartão vermelho após o árbitro de vídeo (VAR) identificar um tapa do jogador no zagueiro espanhol Álvaro González durante confusão que marcou os minutos finais do clássico.

LEIA MAIS: Suspeito de gerenciar facção é preso com  comparsa no bairro de Pituaçu; crack e maconha foram apreendidos

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.