O Brasil confirmou mais 461 mortes decorrentes de complicações causadas pelo novo coronavírus, segundo divulgado pelo Ministério da Saúde na noite do sábado (17/10).  Com isso, o país atingiu a marca de 153.675 óbitos causados pela Covid-19 desde que o primeiro caso da doença foi registrado no país, no fim de fevereiro deste ano.

O boletim leva em consideração as informações registradas pelas secretarias de saúde dos estados em um período de 24 horas, ou seja entre a sexta-feira (16/10) e o sábado. Segundo o documento, a variação dos últimos sete dias baixou para 493. O que representa queda de 25% em relação a dados divulgados há 14 dias atrás. Este é o sexto dia seguido  com desaceleração, após 28 dias em estabilidade. 

Segundo a pasta, mais 24.062 diagnósticos positivos foram contabilizados no último período, elevando para 5.224.362 o total de casos confirmados da doença em todo o território brasileiro. A população brasileira supera os 210,1 milhões de habitantes, o que significa dizer que a presença do vírus foi atestado em menos de 3% da população.

Entre os casos já confirmados, 4.635.315 pacientes se recuperaram da doença, o que equivale a 88,7% do total de pessoas cujos testes confirmaram a infecção pelo novo coronavírus. Outros 435.372 pacientes seguem em tratamento.

Em termos absolutos, as unidades da federação com mais mortes são São Paulo, 37.992, para 1.062.634 casos; Rio de Janeiro, 19.715, para 289.569 casos, Ceará, 9.207 para 264.245 casos, Pernambuco, 8.480 para 155.923 casos, e Minas Gerais, 8.405, para 333.998 casos. As unidades da Federação com menos óbitos são Acre, 679, Roraima 681, Amapá 731, Tocantins 1.042 e Rondônia 1.421.

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.