O baiano Augusto Aras, 60 anos, pode se tornar o próximo chefe da Procuradoria-Geral da República (PGR). A informação foi passada por assessores a jornalistas de Brasília, nesta quinta-feira (5).

A escolha do presidente Jair Bolsonaro deve se tornar pública ainda nesta quinta. Ainda de acordo com a imprensa local, Ele já tinha demonstrado que Augusto era o favorito para ocupar o lugar de Raquel Dodge., que deixa o cargo no próximo dia 17.  Caso a decisão se confirme, essa será a primeira vez em 16 anos em que o nome não está na lista tríplice escolhida em eleição interna.

Augusto Aras nasceu em Salvador e foi graduado bacharel em direito pela Universidade Católica, concluindo posteriormente o mestrado em direito econômico pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e doutorado em direito Constitucional pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). O baiano é membro do Ministério Público Federal desde 1957 e lecionava direito eleitoral e direto privado na Universidade de Brasília (UnB).Ele é casado com uma também subprocuradora-geral da união e tem duas filhas. 

O escolhido é primo do também procurador Vladimir Aras, que segundo a série Vaza Jato teria apoiado uma possível candidatura de Deltan Dallagnol ao Senado.

LEIA MAIS: Mulher é presa tentando contrabandear bebê recém-nascido em pochete; veja foto

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.