Nesta segunda-feira (29/10), comemora-se o dia nacional do livro, que marca a chegada da Biblioteca do Brasil, vinda de Portugal para o Rio de Janeiro, em 1810. O Aratu Online aproveita a data para enumerar sete livros infantis de autores nacionais presentes nas principais livrarias do país.

LEIA MAIS: Dicas da Saideira mostra as melhores cervejas americanas; assista ao programa

1. Caderno de Rimas do João, de Lázaro Ramos

Com participação de Gilberto Gil, Caderno de Rimas do João foi idealizado e escrito pelo ator baiano Lázaro Ramos. No livro, que foi publicado pela Pallas Editora, o menino João encanta os leitores com rimas espontâneas e temáticas diversas. Ele nos apresenta, de um jeito divertido, os assuntos de um modo mais colorido.

2. Amoras, de Emicida

Emicida, em seu primeiro trabalho literário, procurou mostrar para o público infantil a importância de se reconhecer nos pequenos detalhes do mundo. O título é inspirado em um interlúdio, presente no segundo disco de estúdio do cantor, Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa, lançado em 2015.

3. Reinações de Narizinho, de Monteiro Lobato

De todas as histórias do autor Monteiro Lobato, Reinações de Narizinho é a obra que apresenta, através de todas as aventuras vividas pela menina, todos os outros personagens de Sitio do Pica Pau Amarelo, como Emília, Dona Benta, Tia Nastácia e Pedrinho. Narizinho é quem deve transportar o leitor a viagens pelo mundo da fantasia.

4. Marcelo, Marmelo, Martelo, de Ruth Rocha

Os personagens dos três contos deste livro são crianças que vivem no espaço urbano. Elas resolvem seus impasses com muita esperteza e vivacidade.

5. Chapeuzinho Amarelo, de Chico Buarque

O artista Chico Buarque, com sensibilidade, conta a história de uma menina com medo do medo, que transforma a fantasia dos contos em sua própria realidade, chegando ao ponto de não brincar, não se divertir, não comer, nem mesmo dormir. Enfrentando o desconhecido O Lobo, ela supera medos, inseguranças e descobre a alegria de viver. O autor constrói um texto no qual aparece com transparência o valor mágico da palavra e não só trata com maestria nossos medos, como também, ensina as crianças a superar suas fobias.

6. Caderno Sem Rimas de Maria, de Lázaro Ramos

O ator Lázaro Ramos escreveu uma obra inspirada em sua filha Maria e nos diálogos travados no cotidiano com ela e seu outro filho, João. A obra nos remete à fala de uma criança e ao seu olhar deslumbrado pelo mundo: tudo quer saber e entender, a tudo questiona e a partir disso, cria sua própria palavra no mundo.

7. Ou Isto ou Aquilo, de Cecília Meireles

Cecília Meireles, em Ou Isto ou Aquilo, faz crianças e adultos passearem, de forma divertida e fluida, por uma série de poemas que brincam com a linguagem, a sonoridade, ritmo e a linguagem. De forma muito sensível, traz a nós o mundo infantil de um jeito imaginativo.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/lives. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.