O cantor Chico Buarque rebateu o presidente Jair Bolsonaro (PSL), em sua página no Instagram, após o liberal afirmar que não assinaria o diploma do Prêmio Camões, conquistado pelo 

LEIA MAIS: Congresso Nacional aprova salário mínimo de R$ 1.039 para 2020

“A não assinatura do Bolsonaro no diploma é para mim um segundo prêmio Camões", escreveu ele, em resposta à fala do presidente, de que só assinaria em 31 de dezembro de 2026, quando acaba o seu segundo mandato, caso ele seja reeleito para o cargo em 2022.  

O artista venceu o Prêmio Camões em maio deste ano, pelo conjunto de sua obra. O valor entregue a ele, foi de € 100 mil, cujo pagamento é dividido entre Brasil e Portugal.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.