Esporteshá 15 dias. Fonte: Da redação

Coreia do Norte renuncia aos Jogos Olímpicos de Tóquio por receio da Covid-19

Creditos da foto:Agência Brasil
Coreia do Norte renuncia aos Jogos Olímpicos de Tóquio por receio da Covid-19

O Ministério dos Esportes da Coreia do Norte informou nesta terça-feira (6/4) que o país não disputará os Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, em decorrência da pandemia do novo coronavírus.   Em uma reunião, o Comitê Olímpico norte-coreano decidiu não participar das Olimpíadas “para proteger os atletas da crise de saúde global causada pela Covid-19”.   

Segundo o portal Terra, esse é o primeiro Jogos Olímpicos que a Coreia do Norte não disputará desde 1988, quando o evento aconteceu em Seul, na Coreia do Sul.  A decisão dos norte-coreanos não deverá ser recebida pelo vizinho do sul, que tinha nas Olimpíadas uma rara chance de fazer contato oficial com Pyongyang.   

A Coreia do Norte disputou os Jogos Olímpicos pela primeira vez em 1972 e só não marcou presença nas edições de 1984, quando participou de um boicote liderado pelos soviéticos, e de 1988. O país já conquistou 16 medalhas de ouro em diversas modalidades, como levantamento de peso, luta livre, ginástica, boxe e judô.   

LEIA MAIS: Shoppings, comércio de rua e salões de beleza voltam a funcionar em Salvador; saiba como

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.

logo_aratuonline

Não é um portal! É a vida ao vivo, em tempo real! O Aratu On é uma plataforma focada na produção de conteúdo audiovisual, que fala da Bahia e dos baianos para o Brasil e para o mundo. Aqui, a notícia é no tempo presente.

Fotos do Instagram

A gente vive ao vivo. 
Informação e cultura ao vivo, em tempo real. 
Esporte e diversão ao vivo, em tempo real.
Transformação ao vivo, em tempo real.
Novo Aratu On. Não é um portal. É vida ao vivo, em tempo real.

#NovoAratuOn #AratuOn #Notícia #AoVivo #Informação #Cultura #Esporte #Entretenimento #Bahia #Salvador #TV #TVAratu #GrupoAratu“Tão linda... nem parece que é deficiente” ou “ele parece normal” são algumas frases bastante dirigidas a pessoas com deficiência (PCD). Os comentários, embora nem sempre sejam feitos com maldade, revelam um grande preconceito presente na nossa sociedade: o capacitismo.

O termo pode soar estranho ou ser desconhecido do grande público, até por ser relativamente novo, porém, nada mais é que o preconceito contra essa grande minoria. Sim, porque segundo dados de 2018 da Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 1 bilhão de pessoas no mundo vivem com algum tipo de deficiência.

Mas, se engloba tanta gente, por que ainda é algo pouco difundido? Assista ao vídeo para ficar por dentro do assunto e ajudar a construir uma sociedade cada vez mais inclusiva.

Participam desta matéria a jornalista e ativista em direitos humanos Claudia Werneck (@gigidograjau) (@escoladegente), a administradora baiana Rayane Brasil (@rayane_brba), a blogueira carioca Lelê Martins (@blogueirapcd) e a gestora social da APAE Salvador (@apaesalvador), Márcia Rocha. A elas, o nosso muito obrigada.

Leia mais em: https://aratuon.com.br/variedades/noticia/especiais/vamos-falar-sobre-capacitismoTem estreia no Aratu On! A primeira coluna do Chef Caco Marinho (@caco.marinho) já está no ar.

"O que esperar de uma coluna de gastronomia feita por um cozinheiro da aliança do movimento Slow Food?

Receitas? Truques? Sugestões de cardápios? Guia de restaurantes? Perfil de chefs? Conveniências?

Peço a vocês, leitores, que "não reduzam o entendimento do ato de comer a essas questões" e lhes deem uma chance de explicar o quão mais profundo pode ser isso tudo". 

Leia mais em www.aratuon.com/colunistason“Tão linda... nem parece que é deficiente” ou “ele parece normal” são algumas frases bastante dirigidas a pessoas com deficiência (PCD). Os comentários, embora nem sempre sejam feitos com maldade, revelam um grande preconceito presente na nossa sociedade: o capacitismo.

O termo pode soar estranho ou ser desconhecido do grande público, até por ser relativamente novo, porém, nada mais é que o preconceito contra essa grande minoria. Sim, porque segundo dados de 2018 da Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 1 bilhão de pessoas no mundo vivem com algum tipo de deficiência.

Mas, se engloba tanta gente, por que ainda é algo pouco difundido? Assista ao vídeo para ficar por dentro do assunto e ajudar a construir uma sociedade cada vez mais inclusiva.

Participam desta matéria a jornalista e ativista em direitos humanos Claudia Werneck (@gigidograjau) (@escoladegente), a administradora baiana Rayane Brasil (@rayane_brba), a blogueira carioca Lelê Martins (@blogueirapcd) e a gestora social da APAE Salvador (@apaesalvador), Márcia Rocha. A elas, o nosso muito obrigada.

Leia mais em: https://aratuon.com.br/variedades/noticia/especiais/vamos-falar-sobre-capacitismo
Ver Mais