AO VIVO Últimas Notícias
27/03/2024 20h01 | Atualizado em 27/03/2024 20h02

Justiça torna réu homem que cortou corda que segurava trabalhador em prédio no Paraná

Defesa de Raul Pelegrin solicitou habeas corpus, alegando que morador é dependente químico e estava sob influência de anfetamina e cocaína

Justiça torna réu homem que cortou corda que segurava trabalhador em prédio no Paraná Foto: Reprodução/Google Street View
Da Redação

A Justiça do Paraná aceitou a denúncia do Ministério Público (MP) e tornou réu Raul Ferreira Pelegrin, de 41 anos, homem que cortou a corda de um trabalhador enquanto ele limpava a fachada do prédio em que o primeiro morava, em Curitiba. Raul responderá por tentativa de homicídio com duas qualificadoras: uso de meio insidioso e de recurso que dificultou a defesa da vítima.

A denúncia foi oferecida por meio da 3ª Promotoria de Justiça de Crimes Dolosos contra a Vida de Curitiba. O morador foi preso em flagrante e teve a prisão preventiva decretada. No momento, ele está na cadeia pública da capital paranaense.

A defesa do morador entrou com pedido de habeas corpus do denunciado, mas o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) ainda não se manifestou a respeito. Como justificativa, é alegado que Raul Pelegrin tem um “histórico grave de dependência química” há pelo menos quatro anos.

Segundo informações do Uol, o advogado do réu, Beno Fraga Brandão, disse em audiência de custódia – no último dia 16 de março – que a dependência “é um drama grave para toda família, que tem enfrentado essa doença que ele tem”.

Pelegrin, inclusive, teria sido internado compulsoriamente em 2020. Para Brandão, “a manutenção da prisão só vai piorar a situação dele, ele já tem vaga aguardando ele, pela vontade dele ou não”.

Foi pontuado, ainda, que o réu estaria sob efeito de anfetamina e cocaína, ao que aPolícia Civil solicitou um exame toxicológico.

RELEMBRE O CASO

Raul Pelegrin, de 41 anos, mora no 27º andar do edifício. O trabalhador, que não teve o nome divulgado, estava no 6º andar e limpava a fachada do edifício, no último dia 14 de março, quando o morador cortou a corda que o sustentava, mas um dispositivo de segurança que usava impediu a queda.

Pelegrin foi preso em flagrante e teve prisão preventiva decretada.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Siga a gente no InstaFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!