AO VIVO Últimas Notícias
03/11/2015 00h24 | Atualizado em 02/11/2015 17h24

Caravana Circuito Popular exibe curtas metragens de cineastas baianos

Caravana Circuito Popular exibe curtas metragens de cineastas baianos

Da Redação

A Caravana Circuito Popular de Cinema de Vídeo, projeto itinerante que exibe filmes em espaços culturais da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), leva os curtas-metragens baianos ?Navegantes?(2015) e ?Caçadores de Saci? (2005), de Sofia Federico, ?Roupas no Varal? e ?Devolução 24h? (2010), de Maurício Lídio e Leonardo Parente, ao Centro Cultural Plataforma e ao Espaço Cultural Alagados, nesta terça-feira (3), às 15h e 18h, respectivamente.

A sessão também acontece no dia 10, às 15h, no Cine Teatro Lauro de Freitas, e às 18h, na Casa da Música, no bairro de Itapuã, em Salvador. O projeto encerra a mostra no dia 17, às 15h, no Cine Teatro Solar Boa Vista, no bairro do Engelho Velho de Brotas, também na capital. A entrada é franca em todas as exibições.

Em ?Navegantes?, Ari, zelador da Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem, é um fiel devoto do Nosso Senhor Bom Jesus dos Navegantes. Todo ano ele conduz a imagem na Galeota Gratidão do Povo, uma tradição iniciada pelo seu bisavô. Nesse ano em especial, Ari está triste – deveria passar seu posto de condutor da galeota para o filho Tadeu, mas como o rapaz é deficiente físico, sua participação não é autorizada.

O filme ?Os Caçadores de Saci’ faz referência ao folclore brasileiro por meio da chácara da pacata família de Onofre, que vem sendo assombrada pelo saci – a pipoca não arrebenta, o ovo não choca, o leite sempre azeda, o feijão vive queimando na panela, entre outros estranhos acontecimentos. O documentário ?Devolução? coleta depoimentos de donos de algumas locadoras de vídeo remanescentes na atualidade e leva o espectador a conhecer histórias e fatos que levaram esses espaços que marcaram época praticamente à extinção.

A trama ?Roupas no Varal?, adaptação do conto de Luiz Ruffato, narra a história de Lalado, um rapaz sonhador e ingênuo, mas como outro qualquer, que sonha em ter um bom emprego um carro e em encontrar a mulher dos seus sonhos, Diolinda, paixão de infância que ele não sabe, mas está prestes a reencontrar.

Fonte: Da redação