AO VIVO Últimas Notícias
01/08/2016 21h25 | Atualizado em 03/03/2023 10h18

Vencedor do Prêmio Braskem, A Máquina que Dobra o Nada reestreia no Teatro Módulo

Vencedor do Prêmio Braskem, A Máquina que Dobra o Nada reestreia no Teatro Módulo

Da Redação

Com canções inéditas executadas ao vivo e diversas coreografias interpretadas pelo próprio elenco, A MÁQUINA QUE DOBRA O NADA conta a história de um garoto e um cientista que se juntam para criar uma máquina misteriosa, capaz da intrigante proeza de dobrar o nada. A trama se inspira livremente nos neologismos do escritor e poeta mato-grossense Manoel de Barros (1916-2014); abordando a ideia de Tempo x ?Descriatividade? em relação à vida. Elogiada por crianças e adultos, a encenação fala de temas atuais, utilizando a tecnologia e o contexto das relações virtuais. Tudo isso ambientado no universo fantástico. A montagem vem emocionando muita gente e tem recebido ótimas críticas.

“Vida inteligente no teatro produzido para a garotada. Lindo espetáculo, proposta ousada e inteligente. Considera a criança um ser capaz de raciocinar”, define o diretor teatral Fernando Guerreiro.

Vencedora da categoria Espetáculo Infantojuvenil, no 23º Prêmio Braskem de Teatro, a montagem é a primeira direção do ator baiano Caio Rodrigo e marca a inauguração do Coletivo Artesania, Núcleo de Investigaçao em Arte-Educação que tem como principal objetivo investir em estudos e projetos nessa área. O texto é de Ian Fraser – que ano passado recebeu o prêmio Jovem Autor Inédito pelo Selo Literário João Ubaldo Ribeiro ? a direção musical é de Carmelito Lopes, músico e professor atuante, que compõe, em parceria com Letícia Lopes, a trilha sonora inédita do espetáculo. As apresentações são aos domingos do mês de agosto, no Teatro Módulo, às 16h. Os ingressos custam R$ 20,00 (meia) e R$ 40,00 (inteira).

Essa é a primeira direção do ator baiano Caio Rodrigo e marca a inauguração do Coletivo Artesania, Núcleo de Investigaçao em Arte-Educação que tem como principal objetivo investir em estudos e projetos nessa área. Com 22 peças no curriculum, o artista já trabalhou com os principais diretores da cena teatral baiana: Fernando Guerreiro, Harildo Déda, Nehle Franke, Hebe Alves, Paulo Cunha, entre muitos outros nomes importantes das artes cênicas. Essas experiências com encenadores e processos bem distintos geram agora diversos elementos e referências para o espetáculo cênico-musical “A MÁQUINA QUE DOBRA O NADA”.

Assinado por Rodrigo Frota, o cenário passeia por toda a cena. Por ser móvel, modulável e manipulado pelos próprios atores e atrizes, se torna um componente muito rico em despertar possibilidades criativas para a atuação, a direção e, consequentemente, para a iluminação.

Serviço
Espetáculo: A Máquina que dobra o nada (Infantojuvenil)
Domingos do mês de agosto
Horário: 16h
Ingresso: R$ 20,00 (meia entrada) e R$ 40,00 (inteira)
Local: Teatro Módulo (Av. Prof. Magalhães Neto, 1177 – Pituba. Salvador/ BA)
Classificação: Livre
Ingressos: no local, www.compreingressos.com/ (71) 2626.1002

Fonte: Da redação