AO VIVO Últimas Notícias
24/03/2023 16h15 | Atualizado em 24/03/2023 16h17

Unidades de Saúde de Lauro de Freitas oferecem tratamento para tuberculose

A doença é causada pelo bacilo de Koch, de fácil contágio, com proliferação pelo ar quando uma pessoa infectada tosse, fala ou espirra

Unidades de Saúde de Lauro de Freitas oferecem tratamento para tuberculose Foto: ilustrativa/Pexels
Bruna Castelo Branco

O Dia Mundial de Combate à Tuberculose é nesta sexta-feira (24/3). Em 2022, Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, registrou 80 casos. A doença é causada pelo bacilo de Koch, de fácil contágio, com proliferação pelo ar quando uma pessoa infectada tosse, fala ou espirra.

O médico infectologista Antônio Bandeira explicou que a doença acomete pessoas em todas as faixas etárias e, se não tratada, pode levar à morte. “A tuberculose se manifesta por uma síndrome infecciosa, normalmente de curso crônico, e a maioria dos pacientes apresenta febre, anorexia, emagrecimento e sudorese noturna, além dos sintomas específicos do local acometido. Entre os principais exames utilizados para diagnóstico estão a baciloscopia ou radiografia do tórax”.

O tratamento da tuberculose dura no mínimo seis meses e pode chegar até um ano, é gratuito e está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). O fluxograma de atendimento em Lauro de Freitas é simples. O paciente com sintomas é acolhido na USF mais perto de sua residência. Na unidade, recebe atendimento das equipes médicas e é encaminhado para realização dos exames. Caso seja constatada a doença, o paciente com tuberculose retira toda medicação necessária ao seu tratamento de forma gratuita na mesma USF.

De acordo com o especialista é necessário a realização do tratamento de forma correta pelo tempo indicado. Bandeira alerta que a cura só é garantida ao final do esquema terapêutico, mas os sintomas melhoram na primeira semana de tratamento. “A interrupção do tratamento antes da conclusão pode levar o paciente à resistência aos antibióticos ou mesmo a complicações que podem levar a óbito. Além disso, pode aumentar o risco de transmissão da doença para outras pessoas”, frisou.

No ano passado, o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), registrou três mortes pela doença em Lauro de Freitas. A ocorrência de casos novos de tuberculose é variável entre os bairros, concentrando-se em maior número nos Distritos Sanitários de Itinga. O bairro registrou neste período 20 casos confirmados. Em seguida, aparece o bairro de Portão, com oito pessoas diagnosticadas com tuberculose. Do total de casos, apenas uma pessoa abandonou o tratamento.

PREVENÇÃO

A vacina BGC (Bacilo Calmette-Guérin), obrigatória para menores de um ano, só protege as crianças contra formas mais graves da doença. Adultos não são protegidos por esta vacina. Outra maneira de prevenir a doença é identificar a “infecção latente de tuberculose”, que acontece quando uma pessoa convive com alguém que tem a doença. Neste caso, é necessário procurar uma unidade de saúde. Pessoas que possuem o bacilo recebem tratamento para evitar o adoecimento.

LEIA MAIS: Conheça a história de Elano Passos, artista que iniciou a carreira com uma postagem no Facebook

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos siga no InstagramFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!