AO VIVO Últimas Notícias
26/10/2022 15h48 | Atualizado em 26/10/2022 16h37

Casal entra em conflito com dono de marcenaria por conta de barulho e poeira

A marcenaria funciona na região há aproximadamente 15 anos e, de um ano e meio para cá, os problemas tem se agravado para o casal.

Casal entra em conflito com dono de marcenaria por conta de barulho e poeira Foto: TV Aratu
Flávia Alexandre

Um casal que reside na Travessa Santa Mônica, no bairro da Estrada Velha do Aeroporto, esteve ao vivo no programa Cidade Aratu, nesta quarta-feira (26/10), para protestar contra uma marcenaria que fica em frente de sua residência. Na ocasião, eles dizem estão sendo prejudicados pelo estabelecimento por causa da grande quantidade de poeira e barulho no local. 

A marcenaria funciona na região há aproximadamente 15 anos e, de um ano e meio para cá, os problemas têm se agravado para o casal. Em 2021, Amanda e seu esposo tentaram conversar com o dono do local, para falar sobre a poeira, mas não obtiveram êxito. Então, foram à Prefeitura-Bairro em busca de uma solução. De acordo com o casal, a prefeitura notificou o estabelecimento e solicitou que as atividades fossem suspensas, no entanto, o pedido não foi acatado. 

Amanda afirmou, também, que pediu ajuda para a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), que disse que iria até o local averiguar o caso, mas não fez. 

"Minha casa fica na frente dessa marcenaria, que trabalha em cima de uma churrascaria, que é toda aberta. A porta do fundo da marcenaria fica em frente à minha casa. Ai, ele abre as portas e entra muita poeira dentro da minha casa. Eu tenho muita sinusite, espirro o tempo todo, eu fico presa dentro de casa por conta desse cidadão, e ele trabalha o dia todo", afirma a moradora, que completa dizendo que o homem faz isso para provocá-la. 

No meio da reportagem, o dono da marcenaria, identificado pelo prenome João, apareceu e deu a sua versão sobre o caso. João afirmou que a Sedur disse que não fecharia a oficina, mas que algumas melhorias precisariam ser realizadas. "Eles chagaram e disseram que não iam fechar a oficina. Disseram que vieram apenas conversar. Eu tenho 15 anos aqui e somente eles [o casal] que fizeram essa denúncia", afirmou o dono do estabelecimento. 

João disse, também, que fez os ajustes indicados pela secretaria. "Cumpri tudo! Fechei todas as paredes e não tenho ventilação", concluiu. 

LEIA MAIS: Trio é preso por furtar materiais de hospital desativado no bairro da Federação, em Salvador

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos siga no InstagramFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!

Fonte: Da redação