AO VIVO Últimas Notícias
22/06/2022 13h48 | Atualizado em 22/06/2022 13h48

Carnaval: mudança da Barra para a Boca do Rio pode ser decidida até agosto e Prefeitura evita falar sobre esvaziamento do Centro

De acordo com o dirigente da Saltur, o intuito da Prefeitura é “fortalecer o Carnaval como um todo”.

Carnaval: mudança da Barra para a Boca do Rio pode ser decidida até agosto e Prefeitura evita falar sobre esvaziamento do Centro Foto: Elói Corrêa/GOVBA
Matheus Caldas

Presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington evitou polêmicas ao ser questionado nesta quarta-feira (22/6) a respeito da possível acentuação do esvaziamento do Campo Grande caso seja viabilizada a proposta de criação de um circuito na Boca do Rio, que substituiria o Barra-Ondina como principal do Carnaval da capital baiana.

Edington acredita que, até agosto, a decisão deve ser encaminhada. De acordo com o dirigente da autarquia municipal, o intuito da Prefeitura é “fortalecer o Carnaval como um todo”. “O que a gente pensa é como um todo e não, necessariamente, em um local específico para melhorar a festa”, afirmou, em conversa com jornalistas.

Isaac Edington, contudo, garantiu que, “de forma alguma”, haveria abandono do Campo Grande. Ele também enalteceu os projetos da Prefeitura para a folia no Centro Histórico, como o encontro de trios na Praça Castro Alves e o desfile de fantasias na Praça Municipal.

“A gente tem dialogado com os setores. Infelizmente, não tivemos o Carnaval esse ano, mas temos conversado para ampliar os serviços do circuito Batatinha, por exemplo, e conversado com as entidades”, pontuou.

POLÊMICA COM A CÂMARA

O presidente da Saltur ainda classificou como “politização” a reação do presidente da Câmara Municipal, Geraldo Jr. (MDB), e de outros vereadores que cobraram participação do Legislativo nas discussões para a eventual criação de circuito. “Talvez, essa manifestação da Câmara tenha ido neste sentido [politizar]. Eu estou fora desta discussão”.

“Nós fazemos parte, junto com diversos órgãos, do Conselho do Carnaval [Comcar], que é uma organização legítima, e tudo está sendo discutido em caráter técnico. Não é hora de querer politizar a questão. É hora de pensar no Carnaval e fazer o melhor para o Carnaval”, acrescentou.

A proposta de criação de um novo circuito é capitaneada pelo Comcar, conselho composto por setores da sociedade civil e da Prefeitura, além de entidades de moradores da Barra e da Ondina, que sustentam que os bairros não têm mais estrutura para receber a folia nos atuais moldes.

A possibilidade, contudo, divide opiniões. O grupo SOS Carnaval recorreu ao presidente da Comissão de Cultura da Câmara, Silvio Humberto (PSB), para cobrar discussões a respeito do possível fim dos moldes comerciais da festa na Barra. Para a entidade, a mudança acarretaria prejuízos financeiros ao trade carnavalesco da região. 

Até o momento, não há martelo batido sobre a alteração. O prefeito Bruno Reis (UB), contudo, admitiu que a possibilidade de mudança é real.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos siga no InstagramFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!

 

Fonte: Matheus Caldas