AO VIVO Últimas Notícias
28/11/2023 20h00 | Atualizado em 29/11/2023 12h16

Jerônimo sanciona lei que institui o Bahia Sem Fome

A nova lei, que será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (29), garante o acesso a alimentos em qualidade e quantidade necessárias às pessoas em situação de vulnerabilidade social

Jerônimo sanciona lei que institui o Bahia Sem Fome
Da Redação

O governador Jerônimo Rodrigues sancionou, na tarde desta terça-feira (28/11), a Lei 25.084, que institui o programa Bahia Sem Fome e cria a Rede de Equipamentos Integrados para o Combate à Fome. O ato solene de assinatura aconteceu no Centro Social Urbano (CSU) de Mussurunga, em Salvador, na presença do vice-governador, Geraldo Júnior, secretários estaduais, demais autoridades, movimentos sociais, empresas, religiosos, povos e comunidades tradicionais, dentre outros convidados.

A nova lei, que será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (29), garante o acesso a alimentos em qualidade e quantidade necessárias às pessoas em situação de vulnerabilidade social, além de assegurar o direito humano à alimentação adequada e saudável, bem como promove a segurança alimentar e nutricional.

Na ocasião, o gestor estadual também autorizou uma série de ações estruturantes em diversos segmentos, nos quais serão aplicados R$ 300 milhões. “O nosso problema não é de produção de alimentos, mas o acesso a eles. Desperdiçamos oito vezes a quantidade que precisamos para matar a fome dos dois milhões de baianos que se encontram nessa condição. Ao mesmo tempo, também não é só desperdício, é acesso a emprego, escola, moradia, lazer e cultura”, declarou Jerônimo.

BAHIA SEM FOME COMO POLÍTICA PÚBLICA

O programa Bahia Sem Fome passa a contar com o Fundo Estadual de Combate à Fome e com conselhos estaduais e municipais, que vão desenhar as necessidades de cada região, em diálogo com outras ações estaduais, para a redução da insegurança alimentar e nutricional no estado. “A partir de hoje, o Bahia Sem Fome vira uma política pública. Dada a complexidade da situação de vulnerabilidade social no nosso Estado, principalmente das pessoas que vivem em situação de fome, precisamos ter políticas públicas efetivas que alcancem essas pessoas, oportunizando o direito à alimentação”, explicou o coordenador do programa, Tiago Pereira.

Tiago acrescentou que as ações estruturantes vinculadas ao Bahia sem Fome são direcionadas à inclusão produtiva, acesso à água, à geração do trabalho e renda, assessoria técnica continuada. “Para que a gente consiga vencer a fome no nosso estado, nós precisamos produzir alimentos, as pessoas precisam consumir esses alimentos e, ao mesmo tempo, a gente precisa dinamizar os processos econômicos locais”, complementou.

OUTRAS LEIS E AÇÕES

Dentro do pacote de ações apresentadas, o governador sancionou a Lei 25.046 que institui o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf); e a Lei 25.071 que dispõe sobre a Política Estadual de Assistência Social e dá outras providências. Também foi anunciado o investimento de R$ 4 milhões para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), destinado especificamente para as comunidades indígenas. As compras com doação simultânea serão feitas em articulação entre o Governo da Bahia e o Governo Federal.

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) foi autorizada a publicar o edital de licitação para revitalização de sete Centros Sociais Urbanos (CSU) em Salvador. Com o investimento inicial de cerca de R$ 38 milhões, a ação garantirá melhorias estruturais nos equipamentos dos bairros do Nordeste de Amaralina, Liberdade, Narandiba, Valéria, Federação, Castelo Branco e Mussurunga. As obras serão executadas pela Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder).

Ainda dentre as medidas, a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) foi autorizada, através da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), a emitir ordem de serviço para limpeza de aguada – familiar, em comunidades rurais de 40 municípios, no âmbito do Programa Água para Todos.

EDITAIS

O governador também autorizou a SDR/CAR a publicar o edital Comida no Prato, que vai apoiar as Cozinhas Comunitárias e Solidárias para o fortalecimento da Rede de Equipamentos Integrados para o Combate à Fome. Por meio da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), a SDR também vai publicar o edital de Chamada Pública de Assistência Técnica e Extensão Rural Bahia Sem Fome para a promoção da segurança alimentar nutricional e hídrica com foco na produção de alimentos saudáveis e combate à fome nas unidades produtivas familiares nos Territórios de Identidade da Bahia.

A Casa Civil, por meio da Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), vai publicar edital para Aquisição de Cestas Básicas de Alimentos. A Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS) vai realizar a perfuração de 100 poços tubulares para implantação de Sistemas Simplificados de Abastecimento de Água em todo o estado.

A Secretaria de Ciência Tecnologia e Inovação (Secti) vai publicar, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), o edital Ciência na Mesa 1: Inovações para a Agricultura Familiar, no valor de R$ 10 milhões, para apoiar projetos inovadores que desenvolvam novas tecnologias ou aprimorem e apliquem as já existentes, visando o combate à fome, à promoção do bem-estar no trabalho rural e à melhoria da produção de alimentos saudáveis e dos serviços da agricultura familiar na Bahia.

CONVÊNIOS E LANÇAMENTOS

A Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) assinou convênios com 12 entidades selecionadas pelo edital Elas à Frente 01/2023 -“Chefas de Famílias Monoparentais”; e 41 entidades dos edital 02/2023 – Elas à frente pelo fim da violência. Ainda foi anunciada a doação de mil toneladas de alimentos arrecadados e as ações de qualificação profissional, no âmbito dos Programas Qualifica Bahia e Trilha, executadas pela Secretaria do Trabalho Emprego Renda e Esporte (Setre).

Também foi lançado o Caderno I – Programa Estadual de Combate à Fome (Concepções e Eixos). O material traz os objetivos do programa, público prioritário, eixos e estratégias de atuação, além de indicadores para fins de priorização. Um ato simbólico marcou a doação de mil cestas básicas ao programa pela empresa Bracell Bahia Florestal.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Siga a gente no InstaFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!