O novo ministro da Educação, Carlos Decotelli, foi anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nesta última quinta-feira (26/6). O economista assumiu o cargo na pasta, após a saída de Abraham Weintraub.

Em uma mensagem publicada em seu perfil no Twitter, Bolsonaro afirmou que Decotelli é bacharel em Ciências Econômicas pela UERJ, Mestre pela Fundação Getúlio Vargas, Doutor pela Universidade de Rosário, na Argentina e Pós-Doutor pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha. A penúltima afirmação, no entanto, parece não ser verdadeira.

O reitor da Universidade Nacional de Rosario, Franco Bartolacci, desmentiu o presidente e disse que Decotelli não possui doutorado pela instituição. "Ele cursou o doutorado, mas não finalizou, portanto, não completou os requisitos exigidos para obter a titulação de doutor na Universidade Nacional de Rosario", declarou, à Folha de SP. O reitor também compartilhou o tuíte de Bolsonaro, rebatento o presidente.

 

 

A informação sobre o doutorado, inclusive, integra o currículo lattes de Decotelli. Na plataforma, ele escreveu que fez o curso entre 2007 e 2009 e apresentou o trabalho "Gestão de Riscos na Modelagem dos Preços da Soja".

 

LEIA MAIS: Bolsonaro escolhe economista para assumir Ministério da Educação; pasta estava vaga desde a saída de Weintraub
 

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.